Morre, aos 95 anos, enfermeira que cuidou de Anne Frank

Por Ansa

Morreu aos 95 anos de idade, no Reino Unido, a enfermeira e sobrevivente do Holocausto Gena Turgel, que ajudara a cuidar da jovem Anne Frank quando elas eram prisioneiras no campo de concentração nazista de Bergen-Belsen.

Turgel ficou conhecida como "Esposa de Belsen" por ter se casado com um dos soldados britânicos que libertaram o campo de extermínio, Norman Turgel. O vestido que ela usou no matrimônio está exposto no Museu Imperial de Guerra de Londres.

Nascida em Cracóvia, na Polônia, em 1923, Turgel perdeu quase toda a sua família na invasão alemã de 1939 e depois foi deportada para campos de concentração. Após o fim da guerra, dedicou sua vida a ensinar crianças sobre os horrores do Holocausto.

"Quando eu cheguei em Bergen-Belsen, vi pilhas de corpos espalhados. Não apenas uma ou duas, mas montanhas tão altas quanto uma árvore no jardim", disse a enfermeira em 2015, em uma entrevista ao tabloide The Sun.

No campo de extermínio, ela ajudou a cuidar de Anne Frank, que sofria de tifo e acabaria morrendo pouco depois. "Ela estava delirando, terrível, queimando. Dei a ela água fria para lavá-la. Não sabíamos que ela era especial, mas ela era uma garota amável", lembrou Turgel.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo