Morre milionário que após descoberta de câncer dedicou sua vida a ajudar pessoas

Por Victória Bravo

Ali Banat era um jovem muçulmano que viveu um estilo de vida luxuoso, com muitas roupas de grife e carros caros, até ser diagnosticado com câncer três anos atrás.

Aos 32 anos ele foi informado que teria apenas 7 meses de vida, mas acabou vivendo três anos. Em um vídeo que se tornou viral na época, Banat revela que o câncer foi um “presente” na sua vida porque agora poderia se dedicar ao que realmente importa.

Desde o diagnóstico, a riqueza já nao significava nada para ele: “Quando você descobre que está doente ou não tem muito tempo para viver, (o dinheiro) é a última coisa que você quer. E é assim que devemos viver nossas vidas todos os dias”, confessou.

Foi então que o milionário se dedicou a viajar para realizar trabalhos humanitários e investiu quase toda a sua fortuna na sua fundação Muslims Around the World (MATW).

Foto Reprodução / MATW

Ele ajudou milhares de pessoas em vários países, especialmente na África e trabalhou duro para encontrar patrocinadores que continuem com seus projetos.

Segundo o Metro Reino Unido, com a sua organização ele conseguiu construir mais aldeias para mais de 200 mulheres viúvas, uma mesquita, uma escola para 600 órfãos, um pequeno hospital.

Um usuário do Twitter relembrou Banat e escreveu: “Para a maioria das pessoas, inclusive eu, o câncer teria arruinado tudo. No entanto, para o irmão Ali Banat, foi a hora de tomar decisões. Verdadeiramente uma inspiração para muitos. Que Allah lhe conceda um lugar nas mais altas fileiras de Jannah (céu)”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo