Câncer é tema de livro voltado para o público infantil

Por lyafichmann
Câncer de mama é tratado com leveza | Reprodução Câncer de mama é tratado com leveza | Reprodução

Depois de enfrentar um câncer de mama e sair curada, Juliana Vermelho Martins escreveu um livro. Você deve estar pensando: até aí nenhuma novidade. A diferença é que ela decidiu escrever sobre o tema para o público infantil.

O recém-lançado “Mamãe tá careca” (Editora FTD, 80 págs.) narra parte do dilema que autora viveu ao descobrir que tinha a doença, em 2007. As ilustrações de Cecília Esteves ajudam a ressaltar o tom delicado proposto na narrativa.

Casada e mãe de um casal de filhos, Ana e Felipe, então com 3 e 7 anos, respectivamente, Juliana diz que, logo de cara, sua maior preocupação foi contar para eles. “Como abordar um assunto tão delicado com crianças?”, questiona. Ela mesma responde. “Fui o mais sincera possível.”

“Mamãe tá careca” - Juliana Martins (Ed.FTD, R$ 36) “Mamãe tá careca” – Juliana Martins (Ed.FTD, R$ 36)

Ponto de vista infantil

A autora explica que sua ideia com o livro foi mostrar a questão do ponto de vista infantil. “Minha intenção era dar a palavra para as crianças, para que pudessem falar sobre o que sentiam, com a leveza possível, para que outras crianças entendessem a doença sem tanto medo”, argumenta.

Embora autobiográfico, Juliana optou por trocar os nomes no livro e revestir sua história com pitadas de fantasia. Ela no livro se chama Mônica, mãe de Leonardo, que cria um mundo de heróis de brinquedo, que nem sempre vencem a luta contra o mal. A filha se torna a divertida Lúcia, que brinca com a peruca da mãe. A realidade não foi bem assim. “Quando me viram sem peruca, sairam correndo de medo”, diz a autora.

Mas o que permaneceu no livro, tal como ocorreu, é a forma sensível e corajosa como ela atravessou a fase dolorosa, e ainda ajudando os filhos pequenos a compreenderem a situação e enfrentar o medo da morte.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo