Resolver provas de anos anteriores ajuda a estudar para o Enem

Por lyafichmann
Estudantes poderão ver resultado da segunda chamada nesta segunda-feira | Gabo Morales/ Folhapress As provas serão nos dias 8 e 9 de novembro | Gabo Morales/ Folhapress

Faltam alguns dias para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). As provas serão nos dias 8 e 9 de novembro, o que não significa que é hora de parar de estudar. Pelo contrário, o período pode ser utilizado para revisão e esclarecimento de dúvidas. Quem já fez a prova garante que fazer simulados durante essa reta final pode melhorar o desempenho.

É o caso do estudante Felipe Worcman Gluckstern, 17. Ele prestou o Enem em 2013 (ainda aluno do 2º) para treinar e ver como estava. Teve uma pontuação média (550). Na categoria de acertos, ele destaca seu plano de estudar todas as matérias uma vez por semana. “Cumpri com esse objetivo”, diz. Mas reconhece que faltou praticar mais. “Li muito, mas fiz poucos exercícios”. Este ano ele se prepara para ter um desempenho melhor. Além da escola, faz cursinho no período da tarde.

Plano de estudos

Desta vez, o plano de estudo de Gluckstern é focar nos exercícios do cursinho. “Facilita, pois já está tudo lá, é só eu fazer, sem ter que entrar em diversos sites”. Internet, para ele, só em alguns casos. “Uso para tirar dúvidas conceituais ou buscar resumos de alguma matéria”, afirma. Além disso, sua receita de estudos, inclui, claro, os simulados. “É bom para se adaptar, pois é uma prova muito longa e cansativa que exige resistência física e mental.”

Plantão de dúvidas

O professor Ronaldo Pileggi, do Colégio Nossa Senhora do Morumbi, de São Paulo, explica que resolver provas dos anos anteriores dá aos estudantes a noção de deficiências e do tipo de exigência das questões, mas observa que é importante saber tabular essa avaliação e levar as questões em que se teve dificuldades para os professores e plantonistas.

“É fundamental para que o estudante possa entender a forma como o exame avalia as competências e habilidades necessárias para lidar com as diversas áreas do conhecimento.”

Cuidados aos estudar pela internet

Simulados e aulas pela internet são opções cada vez mais procuradas por quem está estudando para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) ou vestibular. Mas quais os cuidados na hora de escolher a melhor plataforma, site e conteúdos?

“Há cursos on-line que dispõem de tutores que o auxiliam no processo de aprendizagem e na definição de estratégias de ensino”, diz o professor Rodrigo Abrantes, do colégio Joana D´Arc. Segundo ele, nem sempre as “aulas-espetáculo” serão as melhores. “Há muitos vídeoaulas com professores que fazem piada e inventam musiquinhas para ajudar os alunos a decorar informações, deve-se tomar cuidado para não perder tempo nesses ambientes”, orienta.

Como evitar distrações?
Organize bem o tempo e o espaço para os estudos. Tome cuidado com a ideia do adolescente multitarefa. “Use o celular, tablet ou desktop como um aliado, mas procure desativar as notificações enquanto está concentrado nos estudos”. Outra dica do professor é evitar, nos momentos de intervalo, navegar em redes sociais ou jogar on-line. “Esses ambientes estão carregados de informação e podem gerar uma sobrecarga cognitiva que comprometerá a assimilação dos conteúdos estudados.”

Captura-de-Tela-2014-10-20-às-19.46

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo