Enem vai priorizar texto e interpretação; saiba como
se preparar

Por lyafichmann

Neste ano, “raciocínio” é a palavra-chave para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Segundo o MEC (Ministério da Educação), a regra deve ser deixar de lado a decoreba. Em resumo, perfil das questões deve ser interdisciplinar, com bastante texto e interpretação. Se for isso mesmo o aluno só tem a ganhar, segundo profissionais da educação.

“O Enem sempre deu mais importância à leitura e ao raciocínio, mas hoje cobra também o conteúdo visto em sala de aula”, diz Adilson Garcia, diretor do Colégio Vértice. Para ele, o aluno não precisa ter “neuras” com a prova. “Ansiedade antes da prova é normal”. Entretanto, vale lembrar que quanto mais preparado você estiver, menor será o nervosismo.

Mas, nesta reta final, o que ainda é possível para garantir um bom desempenho na hora da prova? “O mais importante não é saber o que fazer, mas o que não fazer”, responde Luís Ricardo Arruda, coordenador Geral do Anglo Vestibulares. Ou seja, nada de propor-se a tarefas impossíveis, como rever toda a matéria, estudar toda a Física e assim por diante. “Procure fixar seus estudos em ver, ou rever, os temas com maior incidência”, completa Arruda.

E quem não estudou?

E quem não estudou, não estuda mais? Não é bem assim, atenua Anderson Gisoldi, coordenador de uma unidade do Singular-Anglo. “Começar agora é complicado, o tempo é curto, mas ainda dá para ter contato com provas anteriores, e conhecer o estilo da prova”. Gisoldi acrescenta que priorizar assuntos que mais domina pode aumentar a chance de acertos.

O Enem é composto por 180 questões de múltipla escolha, em quatro áreas de conhecimento: Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Matemática, e  redação. Cada uma composta por 45 itens de múltipla escolha. Com número recorde de inscritos, 9,5 milhões, a prova acontece 8 e 9 de novembro. A nota serve para o ensino superior, além de programas do governo como o Prouni e o Ciência sem Fronteiras.

Se prepare para o enem

Documentação
É aconselhável levar o cartão de confirmação nos dias de prova. A apresentação de documento de identidade original com foto é obrigatória. RG, passaporte, carteira de trabalho, Carteira Nacional de Habilitação com foto, Certificado de Dispensa de Incorporação e Certificado de Reservista são considerados válidos para apresentação.

Não fique parado
Alterne momentos de descanso com tempo de estudo. “Descansar não é ficar à toa. É praticar exercícios leves, assistir a um filme, visitar um amigo”, diz Luís Ricardo Arruda, coordenador Geral do Anglo Vestibulares.

Coma bem
Uma dieta saudável pode ajudar a entrar na faculdade! Capriche na escolha dos alimentos. O cardápio ideal deve priorizar alimentos que ativam a memória e ajudam na concentração. Prefira alimentos ricos em carboidratos e pobres em gordura e açúcar (batata, pães, verduras e cereais integrais).

No dia da prova
Não seja eliminado por descuido. Colar, nem pensar. Também vale ficar atento ao que pode e ao que deve levar. Leve apenas caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Não é permitido portar lápis, lapiseira, borrachas, livros, anotações e quaisquer dispositivos eletrônicos. Também não pode usar óculos escuro, boné, gorro, chapéu ou viseiras.

Resolva questões de provas anteriores
O coordenador-geral do Etapa, Edmilson Motta, concorda que estudar as provas de edições antigas do Enem é uma boa maneira de se preparar. “Preferência por alguns temas, como química ambiental, geometria e predominância da interpretação de textos na prova de português é sempre a mesma.”

Desenvolva a capacidade de interpretação
A interpretação de textos, dados e figuras é muito importante para a resolução da prova. “Além dos textos, é preciso entender gráficos, imagens, tabelas, tirinhas, ideal é treinar fazendo provas desse tipo”, diz a professora Vera Lúcia, coordenadora geral do Objetivo.

Faça simulados
Cursinhos preparam provas nos mesmos moldes do Enem: 180 questões mais redação, divididas em dois dias de prova, com 4 horas e meia de duração no primeiro dia e 5 horas e meia no segundo (dia da redação). Alguns desses cursinhos, como Anglo, Objetivo e Etapa, permitem que alunos de outras instituições participem. Também é possível fazer pela internet, e por meio de diversos aplicativos para dispositivos móveis.

Loading...
Revisa el siguiente artículo