Não deixe seu filho abandonar o Ensino Médio

Por Caio Cuccino Teixeira
Só metade dos jovens que ingressam no Ensino Médio concluem esta etapa | Raimundo Pacco/ Folhapress Só metade dos jovens que ingressam no Ensino Médio concluem esta etapa | Raimundo Pacco/ Folhapress

O Ensino Médio está em crise no Brasil e é o nível educacional com maior índice de evasão: apenas metade dos jovens que ingressam no primeiro ano concluem o terceiro. Muitas pesquisas buscaram levantar as causas para isso e descobriram que boa parte da “culpa” está relacionada a própria escola.

“O currículo do Ensino Médio é conteudista, com excesso de disciplinas obrigatórias que impedem que o jovem construa sua própria trajetória de aprendizado”, afirma Ricardo Henriques, superintendente do Instituto Unibanco, complementando que, especialmente no caso das escolas públicas, “faltam professores de disciplinas como Biologia e Química e os professores também faltam muito”, ocasionando muitas aulas vagas, desestimulando a presença do jovem.

Mas, esta é uma etapa muito importante na formação acadêmica e pessoal do jovem, obrigatória para quem deseja ingressar em uma universidade e requisito básico para quem deseja ocupar cargos melhores no mercado de trabalho. Por isso os pais precisam reforçar a ideia que terminar a escola é essencial para um futuro de sucesso. “É válido acolher as críticas e mostrar para o filho que há um entendimento dos problemas que ele aponta na escola, mas ao mesmo tempo, deixar claras as consequências de uma decisão de abandono e que elas, ao final, terão de ser assumidas pelo próprio jovem”, alerta Thereza Barreto, Consultora Técnica do Instituto de Co-Responsabilidade pela Educação.

O ideal, no entanto, é evitar que o problema de rejeição à escola se torne algo grave. “Os pais precisam estimular o filho a fazer planos e construir um projeto de vida. Isto ajuda o jovem a perceber que o esforço atual será recompensado lá na frente, mesmo diante de uma escola na qual ele não se reconhece”, defende Marcela Buttazzi, diretora da MB Coaching.

Educar para crescer logo educaçãoÉ muito importante entender o modo de pensar de seu filho, do que gosta e do que ele não gosta, para identificar situações que possam desmotivá-lo a frequentar a escola e lidar com elas antes que o problema se agrave. Ter momentos, de forma rotineira, para conversar com seu filho ajuda a criar um ambiente favorável que ele expresse seus sentimentos com relação à escola, professores e colegas de sala.

Conversa – Acompanhe a rotina escolar de seu filho

Para ajudar seu filho terminar a escola é essencial saber se ele está tendo dificuldade em alguma matéria, ficar atento à frequência às aulas e ver como está sua participação nas atividades propostas, como lições de casa e trabalhos. Em caso de problemas, o ideal é atuar de forma imediata, seja buscando formas para que ele recupere o conteúdo não aprendido; não tolerando faltas desnecessárias e cobrando seriedade e responsabilidade nas tarefas solicitadas pelos professores.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo