Grand Santa Fé é sinônimo de espaço e conforto

Por Caio Cuccino Teixeira
Utilitário está com mais espaço interno | Divulgação Utilitário está com mais espaço interno | Divulgação

Em busca de ampliar seu leque de mercado, a Hyundai não economizou no projeto da nova Grand Santa Fe. O SUV, que segue basicamente o mesmo padrão de luxo e de mecânica da Santa Fe tradicional, chega ao mercado brasileiro para substituir a Veracruz, que saiu de linha em meados do ano passado. Agora com espaço para sete pessoas, a Grand Santa Fe já está à venda nas concessionárias por R$ 187 mil.

Comercializada pela CAOA, que importa todos os modelos de luxo da Hyundai para o país, o veículo é 22,5 cm mais longo que o anterior, sendo 10 cm apenas no entre eixo. De acordo com a montadora, o carro foi esticado para aumentar o espaço interno, a capacidade do porta-malas, e também o conforto dos passageiros. “A acomodação dos passageiros da segunda e terceira fileiras de assentos foi substancialmente melhorada, com aumento considerável no espaço para as pernas”, destaca um trecho do comunicado da montadora.

O fato de comportar sete pessoas é um grande atrativo. No entanto, quem não quiser ocupar todos os lugares, pode aumentar a capacidade do porta-malas do carro, já que os bancos são rebatíveis – passando de 226 para 383 litros.

Com um motor 3.3 V6 com 270 cv e torque máximo de 32,4 kgfm de torque, dotada de transmissão automática de seis velocidades com opção de trocas sequenciais, a Grand Santa Fe conta com sistema Active Eco, que suaviza a resposta ao acelerador e possibilita economia de 5% a 7% no consumo de combustível. Além disso, o SUV vem equipado com volante em couro de três raios, teto solar panorâmico, ar-condicionado com duas zonas – com ionizador que gera íons em carga negativa para purificar a atmosfera interna sempre que o sistema de climatização for utilizado –, vidros traseiros com cortinas retráteis, sistema de navegação com tela de oito polegadas, GPS e câmera traseira de série.

Com a Grand Santa Fe, a Hyundai espera melhorar as vendas por aqui, já que na versão tradicional, de cinco lugares, que custa R$ 144 mil, o ano de 2013 não foi tão positivo.

Divulgação Divulgação
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo