Instituições de ensino exigem 60% de presença dos alunos na pré-escola

Por Caio Cuccino Teixeira
Turma da educação infantil do Colégio Internacional EMECE, em SP | André Porto/Metro Turma da educação infantil do Colégio Internacional EMECE, em SP | André Porto/Metro

Pequenos de 4 e 5 anos que estudam na pré-escola, seja pública ou particular, devem comparecer a pelo menos 60% das aulas, ou seja, 480 horas das 800 do ano letivo.

A norma foi instituída em 2013 e aprovada como lei federal, mas passou a vigorar neste ano. A partir de agora, tanto pais de alunos quanto instituições de ensino serão cobrados a manter a frequência escolar das crianças em dia.

“Podemos dizer que lei ajuda a valorizar a educação infantil, mas esse controle deve ser feito com delicadeza, negociado com pais e levando em conta caso a caso”, afirma Silvia M. Gasparian Colello, educadora e professora de psicologia da educação da Faculdade de Educação da USP. “Querendo ou não, criança pequena fica mais doente, às vezes acompanha os pais em viagens, entre outros fatores especiais. Cabe à escola também ser compreensiva.”

De acordo com a especialista em educação, a pré-escola ainda não é encarada com seriedade por muitos pais, porém essa fase é determinante para um melhor aproveitamento dos futuros anos escolares. “As famílias não devem ficar com dó de deixar o filho na instituição de ensino, pois ele será beneficiado de muitas formas”, afirma Silvia.

Reconhecimento

Antes da lei, a frequência mínima escolar só funcionava para os ensinos fundamental e médio, com 75% de presença. Para a educadora Silvana Aguiar, que é coordenadora da educação infantil do Colégio Internacional EMECE, em SP, essa nova medida não deve ser encarada como cobrança, mas sim como parceria entre a escola e os pais.

“A pré-escola ajuda e muito na formação do caráter da criança, facilita a socialização e ainda estimula o desenvolvimento motor e cognitivo desta”, ressalta a educadora. “Isso significa que uma criança de 4 ou 5 anos já está aprendendo sobre responsabilidade e rotina, dentro de um ambiente alfabetizador e também bastante agradável”.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo