Com estádios inaugurados em 2014, São Paulo vira capital da bola

Por Caio Cuccino Teixeira

São Paulo completa 460 anos hoje com comemorações em vários pontos. Mas a festa não vai acabar tão cedo. Afinal, a Copa do Mundo vem aí e a cidade ganha dois estádios em 2014. Motivos que fazem a alegria de um povo apaixonado pelo esporte mais popular do Brasil, que chegou ao país justamente pela capital paulista.

A história oficial do futebol mostra que a primeira bola em terras brasileiras foi trazida pelo paulistano Charles William Miller em 1894, quando ele voltou de um período de estudos na Inglaterra. No dia 14 de abril do ano seguinte, foi realizado o primeiro jogo no país, em um terreno na Várzea do Carmo, na região central de São Paulo. Nesses 120 anos que passaram, a cidade ganhou mais de 10 estádios.

Até o final deste primeiro semestre, Corinthians e Palmeiras inauguram mais dois. As obras tiveram alguns atrasos, mas estão na etapa final. É o fim de uma longa espera para milhões de torcedores.

Local deve ser sede de abertura da Copa| Divulgação Local deve ser sede
de abertura da Copa| Divulgação

Arena Corinthians

O primeiro estádio a ficar pronto será a Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste. Orçada em R$ 820 milhões, ela está 93% concluída. O gramado – que terá um sistema inédito de resfriamento – já está pronto e demarcado. As cadeiras e as coberturas das arquibancadas estão quase todas no lugar. O local vai ser sede da abertura da Copa, no dia 12 de junho, quando Brasil e Croácia fazem o jogo de estreia. Após o acidente que matou dois operários e destruiu parte da área externa, em novembro de 2013, a Fifa ampliou o prazo de entrega para 15 de abril. A inauguração deve ser marcada por um amistoso só com jogadores do Timão. O Itaquerão, como ficou conhecido, tem capacidade para 48 mil torcedores. Durante a Copa, no entanto, serão 68 mil lugares, graças à colocação de mais 20 mil assentos removíveis. A arena é a realização do sonho de milhões de “loucos” que formam a segunda maior torcida do Brasil, segundo o Ibope – em todo o país, são 30 milhões de corintianos.

Cobertura especial reduz ruídos externos | Divulgação Cobertura especial
reduz ruídos externos | Divulgação

Allianz Park

A nova casa do Palmeiras, batizada de Allianz Park, está 80% concluída. Segundo a WTorre, construtora responsável, a obra será entregue até o final do primeiro semestre de 2014, ano que marca o centenário do clube. O estádio é erguido no mesmo endereço do antigo Palestra Itália, no limite entre os bairros da Barra Funda e de Perdizes, na zona oeste, mas é bem mais moderno que a antiga casa do Palmeiras. A cobertura que está sendo montada é um projeto inédito no Brasil. Além de proteger o torcedor do sol e da chuva, ela reduz os ruídos da área externa. Os palmeirenses, que pisaram pela última vez no velho Palestra em julho de 2010, não veem a hora de torcer pelo Verdão na nova casa, que vai custar R$ 500 milhões e promete ser o complexo multiuso mais moderno da América Latina. O Allianz Park terá capacidade para 45 mil pessoas para os jogos e até 55 mil em caso de shows e outros eventos. O estádio terá os maiores telões internos do Brasil – serão dois, com uma área superior a 103m² cada um. A arena terá até um restaurante panorâmico.

OUTROS-ESTADIOS

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo