Volkswagem revela 7ª geração do Golf

Por Carolina Santos
Novo Golf Highline | Divulgação Novo Golf Highline | Divulgação

O mistério acabou. Depois de muita especulação a Volkswagen apresentou, finalmente, a sétima geração do Golf. O carro já havia tido algumas partes exibidas pela própria montadora nas redes sociais, mas foi revelado completamente para um público de mil pessoas nesta semana, em São Paulo.

Durante o pré-lançamento, a montadora confirmou que o carro será importado da Alemanha e chegará em três versões para o público brasileiro: Highline 1.4 TSI, Highline 1.4 TSI Automatizado e GTI 2.0 TSI Automatizado. As novas versões do Golf 1.4, segundo a Volkswagen, estarão à venda mês que vem, enquanto o mais potente (2.0) será vendido a partir de novembro. Pelo fato de serem importados, os preços de cada modelo ainda não foram estabelecidos, mas a montadora alemã prometeu competitividade, inclusive, dando a maior fatia na cota sem acréscimo de IPI, dentro do regime Inovar-Auto (regime automotivo para promover a competitividade entre as marcas).

Sucesso de vendas em várias partes do mundo – a marca estima já ter vendido cerca de 2 milhões de unidades desde 1976, quando fora lançado –, a sétima geração do Golf chega ao mercado com uma série de novidades. Dentre elas, e talvez mais relevante, mais potência.

O modelo de entrada conta com um motor de 140 cavalos e câmbio manual de seis marchas. A versão central difere da inicial apenas pelo câmbio, já que é equipada de DSG de dupla embreagem e sete velocidades. Por fim, a única versão 2.0 terá 220 cavalos e também câmbio DSG, mas com apenas seis marchas Tiptronic.

Completamente reprojetado em sua carroceria, motor e interior, o novo Golf também teve alterações interessantes em seu design, mas ainda assim manteve a tradição. Por isso, remodelaram as típicas colunas traseiras e a linha de teto alongada, além da traseira e da dianteira.

Por fim, a montadora  ainda apresenta uma série de itens opcionais que variam de versão para versão – nem todas estarão disponíveis já nesta primeira remessa de importação, podendo aparecer no Brasil somente no ano que vem. A lista engloba um inovador assistente de luz dinâmica que aciona automaticamente os faróis altos e também abaixa ou aumenta a intensidade do farol quando a câmera no para-brisa percebe outro carro se aproximando, controle de cruzeiro adaptativo e sistema que tensiona os cintos de segurança e fecha os vidros e o teto solar em possível acidente.

Para quem não estiver disposto a desembolsar uma bela grana por todo esse luxo, a boa notícia é que a Volkswagen manterá a fabricação do modelo fabricado atualmente em São José dos Pinhais (PR).

Loading...
Revisa el siguiente artículo