Audi mostra sua nova cara

Terceira linhagem do A3 Sportback chega ao Brasil mais leve, mais agressiva e mais veloz

Por Tercio Braga

Mais leve, um pouco maior e com visual mais agressivo e esportivo. Tudo isso sem perder o luxo e a potência da montadora alemã. O novo A3 Sportback já está nas concessionárias da Audi em duas opções de motores: 1.4, com 122 cv (R$ 94,7 mil) e 1.8 com 180 cv (R$ 124,3 mil). Há, também, a versão Sport, com três portas, pelo preço de R$ 115 mil. A expectativa é vender cerca de 1,5 mil unidades no período de um ano. A grande aposta é o modelo 1.8 – projeção de 60% das vendas, contra 35% do modelo 1.4 e 5% do Sport. “Queremos também aumentar o público feminino”, disse o consultor-técnico Lothar Werninghaus.

À primeira vista, pouca coisa mudou em relação ao antecesor. Mas basta uma olhada mais detalhada para ver que o Sportback não é apenas uma atualização de modelo. A começar pelo tamanho: o carro é um pouco maior. Com 4,31 m de comprimento, 1,78 m de largura, 1,42 m de altura, o novo A3 tem distância entre eixos de 2,63 m, 58 mm a mais que a geração antiga – em relação ao modelo Sport, a diferença é de 35 mm. O porta-malas comporta 380 litros.

O modelo também está mais leve. Entre inovações tecnológicas e o uso de aços mais resistentes na carroceria, foram 90 kg economizados. A versão 1.4 pesa apenas 1.300 kg.

Trocando em miúdos as medidas, a impressão é de que o A3 Sportback ficou mais baixo e mais largo que o antecessor. Isso em função das mudanças estéticas no carro. As lanternas ficaram mais angulosas (em vez de quadradas, como na segunda geração) e brilham forte com luzes de xenon e luzes diurnas de LED com ajuste de altura automático. No caso da traseira, as lanternas invadem o porta-malas sem comprometer a elegância.

A grade dianteira, onde o logo das quatro argolas se localiza, reforça o visual esportivo. As laterais e a traseira têm suas linhas destacadas. Os retrovisores saíram da coluna A e foram parar nas portas, tal como nos modelos mais esportivos da marca, como o TT e o A8.

Todo esse conjunto compõe um carro que não é somente bonito por fora. O interior do Sportback tem painel com poucos botões, mas nem por isso menos funcional. Pelo contrário. O grande destaque é o computador de bordo integrado com o MMI Touch, um botão sensível ao toque que permite ao motorista migrar entre as funções GPS, rádio, telefone, entre outras. O freio de mão, inclusive, foi transformado em um botão, economizando espaço interno no veículo.

Acelerando a máquina, o motor turbo responde alto e bem. Dados da montadora revelam que o carro precisa de apenas 7,3 segundos para ir de 0 a 100 km/h na versão 1.8, e a velocidade máxima chega a 232 km/h. Com o motor 1.4, que crava 203 km/h de velocidade máxima, o tempo necessário para chegar aos 100 km/h é de 9,2 segundos. O consumo combinado de combustível informado pela marca varia entre 20 km/l (na versão 1.4) e 18 km/l (para o modelo 1.8).

O câmbio S tronic tem sete velocidades e pode ser controlado tanto no modo automático quanto pelas borboletas atrás do volante. No modelo 1.8, há a opção Drive Select, em que o motorista pode optar por cinco ajustes diferentes de modos de conduzir o carro.

Loading...
Revisa el siguiente artículo