Yoga para tratar depressão

Comece com estes exercícios que podem aliviar a mente e diminuir a ansiedade

Por Fabiano Benassi

Você sabia que pode usar o Yoga para tratar depressão? Para lidar com a doença, é preciso acompanhamento psicológico, mas práticas como o Yoga podem complementar o tratamento e ajudar a diminuir e aliviar os sintomas do problema.

No Brasil, 5,8% da população sofre de depressão – taxa acima da média global, que é de 4,4%. Isso significa que quase 12 milhões de brasileiros sofrem com a doença, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Entre os principais sintomas da depressão estão cansaço excessivo, ansiedade, insônia ou sono em excesso, desânimo, tristeza profunda, irritabilidade, dores no corpo, perda ou ganho de peso sem razão.

A depressão é uma doença que afeta completamente a vida de quem sofre do problema. Por isso, quando algum desses sintomas aparecer, o primeiro a se fazer é procurar ajuda de um terapeuta especializado.

Como usar o Yoga para tratar depressão

O professor de Yoga Fabiano Benassi explica que o Yoga ajuda a  relaxar e manter o corpo e a mente em equilíbrio.

A prática também ajuda a desconstruir:

  • quem você ACHA que é.
  • quem você REALMENTE é.

Mas como usar o Yoga para tratar depressão? Benassi explica que Yoga é o recolhimento dos meios de expressão da mente e que a prática vai ajudar a cessar as oscilações da mente para que a sua essência possa se manifestar.

Com isso, o Yoga ajuda e dá força para lidar tanto com a ansiedade e o estado de euforia quanto com a depressão e as crises de pânico, por exemplo.

Isso porque fornece ferramentas de discernimento entre o que a mente está “criando” e o que realmente está acontecendo, para que você possa manifestar e agir de acordo com quem você é e o que quer para si.

A prática do Yoga ensina como fazer escolhas assertivas e que representam de que forma eu sou de verdade.

Como indicar a Yoga para alguém com depressão?

O instrutor de Yoga pede especial atenção antes de tomar essa decisão, especialmente com amigos e pessoas de quem gostamos.

“É importante entender qual o momento dessa pessoa. Será que é possível ela fazer Yoga agora?”, pondera Fabiano.

É preciso ter, de preferência, feito ou estar fazendo tratamento médico-psicológico ou, então, não estar em um momento de crise profunda porque a prática pode acabar até mesmo atrapalhando o processo de cura.

Quando sentir que é o momento e que a pessoa está aberta, vale a pena sugerir algum vídeo ou texto sobre o assunto, de forma a introduzir a temática e mostrar os benefícios, e, quem sabe, levá-la para alguma aula experimental.

Para usar o Yoga para tratar depressão há três ferramentas básicas que podem ser usadas. São elas:

  1. meditação
  2. respiração
  3. asanas (posturas físicas).

As duas primeiras são de ordem “mental” e ajudam a aquietar a mente e trazer equilíbrio e encarar as situações de forma mais tranquila. A física, que são os asanas, apoiam ao trabalhar o corpo para ajudar a controlar a mente.

Usar o Yoga para tratar depressão é mais do que apenas se exercitar, mexer o corpo fisicamente e liberar endorfina.

A prática também gera emoções e sentimentos que são os mesmos com os quais você lida no seu dia a dia: dor, depressão, ansiedade. E ali mesmo, durante a prática do Yoga, você aprende a exercer a aceitação.

Fazer as posições do Yoga, muitas vezes, dá nos nervos, irrita mesmo, porque é um processo difícil, do qual você não tem controle. Único controle é ‘eu vou fazer, vou persistir’. De resto, você não sabe como vai acontecer dentro e fora do corpo.

Durante a prática do Yoga, você só pode decidir ficar calmo e se manter focado. O mesmo acontece na nossa vida diária. Tem coisas que não temos controle, mas que você aprende a aceitar, transformar as energias e lidar com o que é possível fazer.

Exercício de respiração para lidar com a depressão

  1. Sente-se de forma confortável, mas não apoie as costas. Imagine uma força puxando a sua cabeça para cima, com a lombar relaxada.
  2. De olhos fechados, preste atenção na sua respiração. Observe como ela está. Se está profunda ou superficial, se lenta ou rápida, se está no peito ou concentrada no diafragma. Apenas observe, não precisa se cobrar, apenas deixe fluir naturalmente.
  3. Depois de algum tempo, coloque ritmo na respiração. Inspire em quatro tempos e solte todo o ar em oito tempos. Pode ser segundos ou não, o importante é que a expiração seja o dobro do tempo.
  4. Se estiver fácil, aumente o tempo gradativamente – cinco segundos para inspirar e 10 segundos para expirar. Se conseguir, aumente para seis e 12 segundos e assim sucessivamente. Se não conseguir, retorno para o número anterior. O importante é a dinâmica e a disciplina.

Meditação guiada para lidar com a depressão

  1. Utilizando a respiração, sem prestar a atenção no ritmo, inspire e expire focando apenas no ar passando pelo nariz.
  2. Ao mesmo tempo, crie um som apenas na sua mente: “HAM” quando inspirar e “SA”. Faça isso por dois minutos.

Esse exercício serve para criar um espaço em que você conhece, controla e determina a direção do que vai acontecer ao mesmo tempo em que relaxa e acalma mente e corpo.

Benassi recomenda praticar diariamente esse exercício, buscando aumentar o tempo de prática na medida do possível, sempre em um momento do dia dedicado a você. Pode ser logo ao acordar ou ao deitar-se ou mesmo num momento de pausa do dia.

“Se você praticar com regularidade, com disciplina, quando estiver ansioso, vivendo uma crise ou depressão, você já vai ter domínio da técnica e será mais fácil aplicá-la para aliviar a mente”, explica.

+ Tudo que você quer saber sobre signos: características, elementos e mais.

+ Veja quais são as previsões para os signos em 2020 e como aproveitar as oportunidades.

+ Veja as previsões do tarot para o amor para seus próximos três meses.

+ Você sabe qual é o seu ascendente? Saiba tudo aqui.

Fabiano Benassi

Professor de Yoga há mais de 11 anos, dá aula e palestras para Grupos, Personal e Empresas. Ensina e atende online no site universoyoga.net e no seu canal do Youtube: fabianobenassi

[email protected]

Loading...
Revisa el siguiente artículo