Lilith no Mapa Astral: em que casa astrológica está a sua Lua Negra

Por Equipe Personare

Tema bastante controverso e interpretado de diferentes formas, Lilith, também conhecida como Lua Negra, tem diversos significados, desde medos e aspectos sombrios até a sexualidade e os desejos femininos. Você sabe onde está Lilith no Mapa AstralClarissa de Franco, astróloga e psicóloga, nos ajuda a entender a Lua Negra por cada casa astrológica.

Conforme a posição da Lilith no Mapa Astral é possível descobrir:

  • quais processos inconscientes você costuma trazer à tona em seus relacionamentos amorosos
  • como você expressa sua sexualidade
  • quais os tipos de desejo que você costuma sufocar – os famosos “desejos ocultos”
  • quais são as possíveis razões para algumas de suas frustrações nos seus relacionamentos.

Para que você possa entender as interpretações, clique aqui e descubra gratuitamente em qual casa astrológica está sua Lilith.

Lilith na casa 1

Está na casa do seu ascendente, ou seja, em uma posição muito visível para as outras pessoas. Por isso, os desejos ocultos e aspectos que você não consegue controlar, de forma geral, são muito percebidos pelos demais.

Na sexualidade, quem tem Lilith na Casa 1 costuma buscar aventuras, porque está numa emergência de ser reconhecida, ser vista. Pode se expor a riscos, porque se expõe muito a essas aventuras, quase sempre se forma inconsciente.

Na busca pelo reconhecimento, também se preocupa com a performance sexual. Está em busca da vivência profunda, mas, na prática, acaba vivendo relações superficiais.

Lilith na casa 2

Quando a Lilith está nessa posição, a pessoa pode acabar se perdendo na questão do “ter”, por exemplo, com excesso de compras, porque precisa daquilo para afirmar seu valor.

A sexualidade, com isso, pode também estar relacionada a certos excessos, porque a pessoa com Lilith na Casa 2 busca pelo prazer material e tem necessidade de viver esse prazer no corpo, na vida em geral e em ter os cincos sentidos satisfeitos.

É preciso ter cuidado para não se perder na busca por saciar esse prazer de "ter, ter e ter" e até mesmo envolver dinheiro e sexo ou ter compulsão nas relações sexuais. Obviamente, isso pode variar conforme o nível de intensidade de Lilith no Mapa Astral e em como está na relação com outros aspectos.

Lilith na casa 3

Esse é o campo da comunicação e do relacionamento. Quem tem Lilith nesta posição provavelmente vai atuar na vaidade intelectual, vai querer ser reconhecida (o) pelo que fala, pelo que escreve e pelo que pensa. Provavelmente tem grande persuasão e seduz pelas ideias e pela inteligência.

A sedução também que pode ser perversa, vir com segunda intenção sem que a outra pessoa perceba. Isso porque, como Lilith na Casa 3 é articuladora e quer ser reconhecida, a pessoa faz artimanhas para conseguir o que quer.

A sexualidade dessa Lilith no Mapa Astral passa muito pelo ato de seduzir antes mesmo do ato sexual em si. Ou seja, pelo flerte, pelas trocas de mensagens, alimentando a relação em busca da conquista. Nisso, a pessoa com Lilith na Casa 3 busca se afirmar e confirmar que a outra pessoa também quer aquela relação.

Devido ao forte aspecto da comunicação, a pessoa pode se relacionar com pessoas próximas, do seu convívio – como vizinhos – ou mesmo buscar sexo virtual.

Lilith na casa 4

Esta é uma casa considerada complexa porque se passa mais no campo mais profundo. Toda necessidade de reivindicar um lugar e ser reconhecida que a Lilith invoca está ligada a relações e sentimentos profundos. Isso pode gerar dificuldade de expressar seus sentimentos ou de ser reconhecida nos seus sentimentos mais profundos.

Casa 4 também fala de intimidade, por isso, a pessoa pode não querer mostrar logo suas questões, não querer falar sobre seus sentimentos, não demonstrar o afeto. Ou então, pode pedir insistentemente ao outro que o faça, demonstrando seu afeto o tempo todo.

Além disso, a pessoa com Lilith na Casa 4 tem relação forte com a casa “física”, onde mora. Por isso, pode atrair as pessoas para o seu lar e quer que os parceiros o reconheçam na sua identidade a partir da casa, seduzindo o outro a partir disso. Se não se sentir confortável e bem no lugar onde vai ter a relação, pode se fechar e até ficar meio fria na hora H.

Lilith na casa 5

Esta casa é da livre expressão. Tem relação com o que colocamos para fora: hobbies, prazer, a parte mais leve da vida, o que é mais gostoso. Como a Lilith na Casa 5 quer ser reconhecida, em geral, pode ter excessos, vícios, busca incessante por prazer. Diferente da Casa 2, em que o prazer está ligado aos cinco sentidos do corpo, a casa 5 se refere mais ao ato de experimentar a vida e como os outros reconhecem a pessoa.

Pode haver excessos na busca em viver com prazer. Por isso, a sexualidade pode ser arriscada, pode ter parceiros sexuais que nunca mais vai ver e ter relações muito instantâneas para, de fato, ter prazer e alegria.

Pode, ainda, pode ser competitivo e ter excesso de vaidade para tentar provar o seu valor e provar que o mundo está aos seus pés.

Lilith na casa 6

Como Lilith na Casa 6 não gosta de normas e de coisas certinhas, a pessoa pode acabar incorporando rituais de desejos, como fetiches, taras, por exemplo, voyeurismo.

Na sexualidade, a pessoa pode tanto ficar obsessiva com fetiches quanto se afastar desse tema e ficar avessa à sexualidade, indo para um lado mais puritano. A repulsa também pode se expressar na forma de “nojinho” no ato sexual.

No entanto, o que é muito negado pode acabar extrapolando e essas pessoas podem ter algum tipo de mecanismo que revele que, de fato, não é “santa”. Ou seja, pode acabar vivendo esses rituais de forma mais oculta.

Lilith na casa 7

A pessoa com Lilith na Casa 7 quer ser amada, admirada e reconhecida no campo das relações mais sérias, de compromisso e de casamento, mas não só. A pessoa quer o olhar do outro e dos outros.

Gosta de criar uma imagem elegante e um mundo de luxúria. Por isso, gosta da sedução e pode fazer performances para criar uma imagem para o outro que não necessariamente a representa de verdade. Isso porque quem tem essa Lilith no Mapa Astral acredita que o olhar do outro é muito importante.

Lingeries bonitas, vinhos, jantares choques, roupa cara: esse mundo social é cultivado por quem tem Lilith na Casa 7. No entanto, a Lilith pode se manifestar no sentido de que, se a pessoa não está satisfeita, acaba indo buscar o que deseja em outro lugar. Por isso, pode ser ou ter amante – ou seja, mantém aquele relacionamento oficial/social e se satisfazer de forma oculta.

Lilith na casa 8

Essa casa é emocional e controladora. A pessoa com Lilith na Casa 8 geralmente tem mais controle sobre o que vai mostrar de suas emoções para o outro. Pode, por exemplo, ter muito ciúmes, mas se segurar e fazer jogos, tentando controlar o outro. Na sexualidade, pode querer ter domínio, inclusive das posições sexuais. Também pode ser uma pessoa altamente sedutora.

Essa Lilith no Mapa Astral tem magnetismo e abre brechas para aspectos mais sombrios. É uma Lilith de poder e controle. Pode também se tornar obsessiva ou ir para um lado mais sadomasoquista. A pessoa pode ter fascinação por coisas mórbidas e místicas.

Por outro lado, é uma casa que pode atrair abuso e, por isso, tem maior tendência a sofrer esse tipo de violência.

Lilith na casa 9

Essa é a casa de expressão da necessidade de flertar com o mundo. Quem tem essa Lilith no Mapa Astral tem relação com o estrangeiro, com o intelecto e com filosofias de vida. Por isso, a pessoa que tem Lilith na Casa 9 quer ser reconhecida pelo intelecto e pelo conhecimento. É vaidosa e quer que o mundo a veja desde essa perspectiva.

A pessoa com Lilith na Casa 9 pode gostar de quebrar a tradição dos relacionamentos e, por exemplo, ter relacionamentos abertos ou viver poliamor. Sexualmente, essa pessoa quer experimentar coisas diferentes, como conhecer um ambiente de swing, onde ela pode ver, conhecer e experimentar.

Lilith na casa 10

Pessoas com Lilith na Casa 10 geralmente são muito ambiciosas e tem necessidade enorme de ser desejada e admirada. Em termos de sexualidade, essa posição de Lilith no Mapa Astral aponta para pessoas competitivas no sexo. Em geral, também é performática para alcançar o reconhecimento.

Essas pessoas podem se envolver com colegas de trabalho e até mesmo usar estratégias sexuais para alcançar os resultado e o sucesso que desejam no ambiente profissional. Por isso, pode, sim, se envolver com o chefe, até mesmo de forma inconsciente. Mas é preciso ter cuidado para não serem usadas e acabarem se arrependendo mais tarde.

Lilith na casa 11

A pessoa com Lilith na Casa 11 geralmente busca o reconhecimento nos relacionamentos que envolvem amigos, projetos sociais e coletivos. Na sexualidade, pode ocorrer o famoso “troca-troca” (por exemplo, pegar um amigo e depois o outro do mesmo grupo, depois outro).

No aspecto sombrio, quem tem essa Lilith no Mapa Astral pode se envolver em disputas nesse campo e, por isso, viver tendências de brigas com amigos por conta dessas trocas.

Quem tem Lilith na Casa 11 pode trazer a excentricidade para o sexo. Outro aspecto aponta para a mistura de causas sociais com emoções e sexualidade. Pode existir mescla nesse campo, se envolvendo com pessoas que também estejam nesse meio.

Lilith na casa 12

Lilith na casa 12 pode trazer confusões emocionais complexas. Por um lado, as pessoas com essa Lilith no Mapa Astral buscam relações plena, querem a fusão com o outro e, por isso, podem esquecer de si mesmas.

Também podem viver períodos de isolamento, porque têm tendência e ficar com receio da totalidade de seu potencial e do que a relação pode trazer. O aspecto sombrio ocorre porque, como lidam com as questões de forma interna e muito profunda, tratam daquilo sozinho e não conseguem externar e discutir com o outro.

Se a pessoa que tem Lilith na Casa 12 tiver uma carta de valores muito rígida, pode acabar reprimindo seus desejos, ter medo das fantasias e até mesmo se masturbar em segredo – tentando esconder aquilo dela mesma. Esse aspecto favorece a relação extraconjugal, pela dificuldade de manejar seus próprios medos e de viver seus desejos ocultos.

 

O que é Lilith?

Pelo mito mais difundido, Lilith foi a primeira mulher de Adão – também chamada de “Primeira Eva”, porque veio antes de Eva – e teria sido criada da mesma forma que Adão – do pó da terra. Isso significa, conforme Clarissa, que Lilith teria igualdade perante ao homem e que ela reivindicou essa condição tanto na relação com Adão quanto no exercício da sexualidade.

No entanto, essa “mulher feminista” não teve lugar naquela época e, por isso, foi banida. Revoltada, Lilith teria, então, se associado ao demônio, passando a raptar e devorar crianças.

“Por isso, Lilth representa o feminino mulher, na relação com os homens, e o feminino da mãe, na relação com as crianças”, aponta a astróloga.

+ Tudo que você quer saber sobre signos: características, elementos e mais.

+ Veja quais são as previsões para os signos em 2020 e como aproveitar as oportunidades.

+ Veja previsões da astrologia para o amor em 2020.

+ Veja quais são as previsões da Numerologia para 2020 segundo o número do seu ano pessoal.

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas.

[email protected]

Loading...
Revisa el siguiente artículo