Aprenda como se desapegar com o Yoga

Entenda como tirar a expectativa das coisas e encarar tudo com mais tranquilidade

Por Rosine Mello

"Quando a mente perde todo desejo pelos objetos vistos ou imaginados, adquire um domínio e desprendimento que chamado vairāgya, desapego", disse Patañjali no Yogasūtra (I:15). Mas como se desapegar?

Primeiro, é preciso entender o desapego. E, para entender o desapego, precisamos antes entender o apego

De acordo com o dicionário, apego significa "dedicação permanente e exagerada a..". 

Temos apego ao dinheiro, aos nossos pais, aos nossos filhos, aos resultados do nosso trabalho. A sensação de apego está intimamente ligada ao que chamamos de pertencimento e ao querer colher os frutos.

Desapego significa, conforme o dicionário, desprendimento. Mas podemos nos desprender de tudo a que nos apegamos? Sim, basta começar a  ver as coisas como elas realmente são, ou seja, tirar todos os valores subjetivos dos objetos.

Para o ser humano, é muito difícil desapegar dos pais, filhos, amigos queridos, parentes e nossos pets, pois na nossa cultura esse desapego lembra abandono, desamor, indiferença. 

Da mesma forma, não conseguimos abandonar nossos bens materiais. Em raríssimos casos, alguns conseguem abandonar tudo e viver como os sadhus indianos. 

Mas estamos aqui, no Brasil, e precisamos viver com desapego. Isso é possível? Sim, é possível. 

Como se desapegar?

É importante ter consciência de que a vida é impermanente, que nossas ações devem estar livres de expectativas e que os objetos devem ser enxergados pelo seu valor real. 

É fácil? Não, requer trabalho e consciência.Vamos devagar e por etapas. 

Da família e dos amigos

Comecemos pela família e amigos. Você está em uma família, você gosta dessa família, mas estar é diferente de pertencer

Digamos que você seja mãe ou pai: você educa, ensina, orienta, ama e quer o bem do seu filho, mas ele é um ser independente, com ideias próprias, caminhos, experiências e sofrimentos, atos e consequências. 

Você acompanha o caminho do filho, mas ele não pertence a você, o caminho dele é a vida. Isso é desapego: você está com ele, você o ama, mas ele segue sozinho e, um dia, você não o acompanhará, pois somos seres mortais fisicamente

Porém, somos imortais nas ações que deixamos na vida daqueles com os quais compartilhamos nossas existências. Isso serve para filho, esposa, pais, irmãos e amigos. Todos são impermanentes e todos têm caminhos exclusivos a serem trilhados.

Do trabalho

Precisamos trabalhar, afinal, na nossa cultura, só sobrevivemos com os resultados do nosso trabalho. Isso, em geral, significa salário e cargo ou empresa e lucro. 

Bhagavad Gita fala sobre o “reto-agir”, que está ligado ao Karma Yoga. Antes de entendermos o “reto-agir”, é preciso entender o “falso-agir”, que é a ação através do amor ao ego ilusório. Essas ações são feitas para podermos alcançar coisas com valores subjetivos, são ações feitas por amor a uma ilusão. 

Existe também o “não-agir”. Místico, é aquele que diz assim: “se a ordem cósmica quiser, esse cargo será meu”. Então, ele senta e fica esperando. 

O “reto-agir” é feito através do ego, mas não é feito por amor ao ego (ilusão) é a autorrealização. É ação feita por amor, ou seja, é fazer o melhor dentro do que é possível nas condições apresentadas no momento.

Agir sabendo que seus atos dentro daquele setor de trabalho ou dentro da sua empresa terão uma repercussão e que, independentemente de quais forem os resultados, estes serão os corretos. 

Relaxa, você não está no controle! Desapega da expectativa, abrace o resultado, aceite e agradeça. Tudo na vida é aprendizado e o objetivo é sair do estado de Sansara. 

Difícil? Sim, mas se fosse fácil não seria o caminho do yogaSansara… esse texto fica para outro dia… Namastê e um ótimo ano novo para todos.

+ Tudo que você quer saber sobre signos: características, elementos e mais.

+ Veja quais são as previsões para os signos em 2020 e como aproveitar as oportunidades.

+ Veja previsões da astrologia para o amor em 2020.

+ Veja quais são as previsões da Numerologia para 2020 segundo o número do seu ano pessoal.

Rosine Mello

Formada em Educação Física, é praticante de Hatha Yoga desde 1998. Atua como professora desde 2005, certificada pelo Simplesmente Yoga.

[email protected]

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo