Lua Nova em Capricórnio inspira seriedade e trabalho da autoestima

Lunação de 05/01 a 04/02 de 2019 destaca praticidade e assuntos materiais

Por Vanessa Tuleski

O dia 05 de janeiro de 2019, às 23h28 do horário de verão de Brasília, é o início da Lua Nova em Capricórnio. Essa lunação, que também é um eclipse solar, que vai atuar até 04/02/2018.

A Lua Nova gera um Mapa Astral com inclinações gerais que duram cerca de 30 dias, período denominado de lunação. Conhecê-las ajuda a compreender as temáticas que irão predominar durante o espaço de um mês, para si mesmo e para pessoas próximas, levando a aproveitar melhor este período. 

Essas são tendências coletivas, que podem ser sentidas tanto por você como por pessoas próximas. Para entender também as suas tendências particulares, após a leitura consulte seus trânsitos lunares personalizados, no Horóscopo Personare.

Mês com tom prático e terreno

No período até 04/02, o elemento Terra vai estar em destaque, com o Ascendente do mapa da Lua Nova em Virgem e 5 dos 10 planetas astrológicos em Capricórnio. Isto significa a necessidade de trabalho, ajustes no cotidiano, providências práticas, se preocupar com emprego, saúde, enfim, assuntos bem concretos. 

O Ascendente em Virgem ressalta a importância de ter posturas mais funcionais e/ou humildes. É um signo ligado a aprimoramentos, correções, lidar com detalhes. Do lado negativo ou positivo, dependendo do posto de vista e do uso desta energia, pode nos tornar mais críticos, com nós mesmos e/ou com os outros.

Tem também forte motivação por trabalho. Mesmo quem estiver de férias viajando vai estar atento aos detalhes, pois é preciso planejar para conhecer lugares.

O Ascendente em Virgem também pode trazer, para alguns, temas ligados à saúde, com a adoção de dietas, mudanças de hábito, medicamentos ou inspirar mais cuidados com problemas crônicos e recorrentes, que tendem a se manifestar mais em janeiro.

Se o Ascendente rege a postura do mês, a de janeiro vai pedir mais humildade, realismo e envolvimento com o trabalho, e o cotidiano vai exigir mais, com mais coisas para fazer.

Encarando o que não vem bem

Fora o Ascendente em Virgem, o outro signo do elemento Terra no Mapa é Capricórnio, onde justamente ocorre a Lua nova e o eclipse. Capricórnio tem em comum com Virgem o foco no trabalho, carreira, objetivos, projetos. Fala também em responsabilidades, que alguns podem sentir como mais densas, bem como o peso de cobranças internas. É tempo de amadurecer. Este signo é avesso a visões fantasiosas e está super enfatizado, inclusive com o seu regente, Saturno, fazendo conjunção ao Sol e a Lua.

Nem sempre é fácil encarar o que Capricórnio mostra, pois ele aponta para o que é de responsabilidade pessoal, independente de contextos e influências, então não adianta reclamar dos outros e/ou de circunstâncias, é preciso fazer o que lhe cabe.

Não é hora de choradeira ou de querer só colo (“olha o que a vida fez comigo”), e sim, de olhar para as próprias escolhas e reformulá-las se não estiver de acordo com a realidade que se construiu para si. Além disso, pode ser necessário “fazer o que é possível”.

A proximidade do Sol e Lua com Plutão também faz encarar diretamente o que não está bom e que precisa ser transformado, eliminado, limpado. Com este aspecto, não é possível "jogar a sujeira debaixo do tapete" ou florear o que tem problemas. A realidade tende a aparecer de maneira nua e crua, lembrando que o eclipse reverbera cerca de três semanas antes, então crises e necessidades de transformação já podem ter aparecido antes mesmo do dia 05/01.   

Chance de reformulações com identidade, amores e filhos

Uma das áreas atingidas pela Lua nova é a amorosa, bem como no relacionamento com filhos, já que a lunação ocorre na Casa 5. Nestes assuntos, podem aparecer as necessidades de transformação, seja para modificar a relação com filhos, ou resolver algum assunto importante ligado a eles, ou até, de forma consciente e racional (Capricórnio), finalizar um amor (Casa 5).

A Casa 5 também fala em vocação, talento, realização, felicidade. Vamos olhar para estes temas de uma forma capricorniana, com foco e seriedade. Alguns vão se sentir cobrados e em crise, enquanto outros vão notar a necessidade de colocar em prática aprendizados, especialmente no que se refere a praticar de forma mais concreta a autoestima.

Muito se fala em autoestima, mas na “hora H” podemos estar agindo de maneira contrária ao amor por nós mesmos, nos sabotando de muitas formas, e este vai ser um dos temas do mês: o quanto concretamente nos amamos e colocamos isto em ações. 

Além disso, a Casa 5 inspira ao uso de nossa criatividade, “ser feliz com o que se tem”, ao invés de “ser infeliz pelo que não se tem”. O mês também favorece o trabalho criativo, seja de compor, escrever, desenhar. Mas, atenção: ele vai ser mais esforço e ralação do pura inspiração, pois estamos falando da Terra.

Usando as ferramentas que se tem

A Casa 5 é também, curiosamente, uma casa ligada a lazer. Neste mês com tanta Terra, vamos tentar equilibrar o trabalho e prazer, e também o espaço para nós mesmos, o que é algo da Casa 5. Você tem tempo para se cuidar ou fazer o que gosta? Aliás, tempo é algo capricorniano, uma outra questão bem presente nesse mês.

Este signo, junto com Virgem, também fala da prática. Muitas vezes, aprendemos milhares de coisas interessantes, mas o que estamos colocando em prática de fato? Ter muitas ferramentas pode ser menos efetivo do que ter poucas e de fato usá-las.

Relacionamentos: intensidade, compreensão, mas também ação

Para entender os relacionamentos em janeiro, vamos olhar para dois fatores: Vênus, o planeta das relações, e a Casa 7, que também as rege. Vênus está em Escorpião, pressupondo um tom de intensidade e intimidade nos relacionamentos. Isto evita que fiquem mornos e distanciados, mas também os coloca mais em cheque, com potencial de pequenas crises e aparadas de aresta. Não por acaso, o planeta do amor está na Casa 3, do diálogo, ressaltando a importância de tentar conversar e mostrar pontos de vista.

Suavidade ou equívoco nas relações

Na Casa das parcerias e relações, estão os planetas Netuno e Marte. Netuno pode indicar a necessidade de ser compreensivo e tolerante com o outro, que pode estar precisando de ajuda. A influência deste planeta também ameniza e suaviza relações. Portanto, como tudo em Astrologia pode ter um outro lado, Netuno aqui também pode indicar um outro que está sendo mais folgado, abusado, estar cego ou equivocado. Ou, ainda, passivo e inerte ou tendo mesmo que esperar algo, por não poder agir.

Um outro ponto é que esta é a Casa das parcerias, e este é um planeta que tanto pode simbolizar uma enorme sintonia como também que algumas coisas podem não estar suficientemente claras ou conversadas, podendo haver mais problemas mais para a frente. Por isto, acertar detalhes será uma das necessidades desta lunação, a fim de evitar equívocos e/ou decepções, seja agora ou mais para a frente. Quem estiver conhecendo alguém para um relacionamento afetivo, também precisa ter este cuidado de tentar entender o outro para não criar fantasias.

Parcerias com ação

Mais um planeta influencia nos relacionamentos: Marte, colocado no energizado Áries, onde este planeta ganha força e destaque. No seu melhor uso, Marte na Casa 7 pode indicar muita ação e iniciativa em parcerias. Simboliza o estar com o outro para fazer algo, seja praticar um esporte, empreender um projeto, realizar uma ação.

No âmbito afetivo, tem a ver com atração, química e sexualidade, com um mapa de lunação sensual, com Vênus em Escorpião, mas sujeito também a doses ou de delicadeza (Netuno positivo) ou então de idealização excessiva e fantasia (Netuno negativo), como foi explicado no tópico anterior.

No pior uso, Marte em Áries pode denotar agressividade, sobretudo verbal, já que quadra Mercúrio, o planeta da comunicação. Há potencial de desentendimento com parceiros, pessoas próximas e da família. A dica é que se tente usar primeiro a via do diálogo, já que a energia de Marte em Áries pode ser bem impulsiva e mandona, e aí quando se viu já se falou algo com palavras que não foram as melhores ou mais apropriadas.

Desapegos racionais

Na Casa 8, da transformação, Urano ajuda a tentar se desprender do que não interessa mais: mágoas, assuntos do passado não resolvidos, apegos. Mas este será, principalmente, um trabalho auto engajado e mental, em função de um aspecto harmonioso com Mercúrio, regente da mente. Ou seja, você é quem tem de querer desapegar do que não serve mais e/ou transformar questões interiores.

Urano também quadra o Nodo Norte em Câncer. É tempo de se observar posturas egoístas (Urano em Áries no seu mau uso) que possam estar comprometendo vínculos próximos (Nodo Norte em Câncer).

Sociabilidade e interesse na troca

Vênus e Júpiter, na animada Casa 3, favorecem passeios, conversas e encontros. Júpiter nesta Casa fala que pode ser proveitoso expandir a rede social, reencontrar pessoas, ir a eventos, fazer viagens curtas. A capacidade de se comunicar (Casa 3) vai estar mais sedutora (Vênus) e entusiasmada (Júpiter), propiciando todo um colorido para as trocas.

Com Mercúrio, o planeta da comunicação, na intimista Casa 4, muitos contatos podem ter um tom de proximidade, sendo um mês benéfico para reencontrar familiares e amigos mais próximos. Mas é bom lembrar que Mercúrio quadra Marte, podendo inclinar a discussões mais exaltadas em alguns casos.

Então é melhor evitar o contato muito próximo se já existirem muitas diferenças e/ou desavenças, pois o clima pode esquentar ao invés de aproximar.  A combinação Mercúrio/Marte também pode indicar um mês com muitas coisas para fazer, e, eventualmente, menos tempo para o parceiro, que pode ter que entender a correria.

O que você espera para sua vida em 2019? Veja previsões da Astrologia, Numerologia e Tarot para você.

+ Quer entender melhor sua personalidade? Leia o significado da combinação do seu signo com o seu ascendente.

+ A partir do seu número do ano, você pode descobrir os aromas e pedras para você em 2019. Leia Agora.

+ Veja as principais tendências da numerologia para você em 2019.

Vanessa Tuleski

Vanessa Tuleski mora no RJ e dá consultas astrológica-terapêuticas pessoalmente ou à distância, focando no que o céu tem a dizer, mas também no que o livre arbítrio pode fazer.

[email protected]

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo