3.750 crianças e jovens esperam cirurgia em SP

Por Metro Jornal
Andre Borges/Agência Brasília
3.750 crianças e jovens esperam cirurgia em SP

Nada menos que 3.750 crianças e adolescentes até 19 anos esperam por uma cirurgia eletiva na rede municipal de São Paulo. Dessas, 290 estão na fila desde 2014 –três anos aguardando por uma intervenção pedida por um médico.

Os dados foram apurados pela Sociedade Brasileira de Pediatria via Lei de Acesso à Informação e vão até 30 de junho deste ano. E são relativos às cirurgias eletivas –marcadas com antecedência e que não são de emergência.

No topo da lista aparecem os pacientes que precisam fazer alguma intervenção ortopédica: 3.336 deles estão nessa fila, aí incluídos desde procedimentos mais gerais até específicos, como pé, tornozelo, joelho, quadril, ombro, cotovelo e mão.

“Pacientes que precisam de cirurgia ortopédica podem estar com dor crônica ou ficar com incapacidades que afetam a vida escolar”, alerta Luciana Rodrigues da Silva, presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Para a médica, a situação de São Paulo, com mais de 3,5 mil pacientes até 19 anos esperando uma intervenção eletiva, é “muito grave”.  “Crianças e adolescentes são o futuro do país. É preciso que haja uma resolutividade melhor para esses casos”, afirma.  

‘Fila na ortopedia já caiu’

A Secretaria Municipal da Saúde informou, em nota, que a fila de cirurgias ortopédicas pediátricas está atualmente em 1.725 pacientes –o levantamento da Sociedade Brasileira de Pediatria tem dados até 30 de junho.

De acordo com a pasta, a ortopedia será incluída nas próximas etapas do Corujão da Cirurgia –programa que visa reduzir a fila por cirurgias na cidade.

Loading...
Revisa el siguiente artículo