Suspensão da CNH passa a seis meses no mínimo

Por Metro Jornal
Divulgação/cnh social
Suspensão da CNH passa a seis meses no mínimo

A partir desta quarta-feira, se você tomar uma multa que, nos últimos 12 meses, atinja 20 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e tiver a habilitação suspensa, vai ter que ficar no mínimo seis meses sem dirigir.

Isso porque, no dia 1º de novembro do ano passado, entrou em vigor nova lei federal, que aumenta o tempo mínimo de suspensão do direito de dirigir. As infrações cometidas a partir daquela data passaram a contar para a suspensão nesse novo prazo (veja exemplo no quadro).

Assim, somando 20 pontos para multas tomadas a partir de hoje, os 12 meses – e todas as infrações cometidas ao longo deles – estão dentro da nova lei. O prazo máximo de suspensão continua sendo de um ano.

Outra mudança que a lei trouxe foi no prazo de suspensão para motoristas que percam a CNH pela segunda vez no período de um ano. Antes, ele era de seis meses no mínimo  sem dirigir. Agora, são oito meses. O tempo máximo permanece em 24 meses.

A suspensão

O motorista não tem a habilitação suspensa imediatamente após somar os 20 pontos. Ele é notificado pelo Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) e pode apresentar sua defesa.

Quando a suspensão é decretada, o condutor deve entregar sua CNH no Detran-SP e assinar o termo que diz que ele está com a habilitação suspensa.

A partir desse momento, se for flagrado dirigindo ou tomar multa no período de suspensão, o motorista poderá ter a habilitação cassada por dois anos. E, com isso, terá que fazer todo o processo de tirar carta.   

arte cnh Arte / Metro Jornal

Loading...
Revisa el siguiente artículo