Mortes violentas têm aumento de 7,1% em setembro no Rio de Janeiro

Por Lais Pagoto
Reuters
Mortes violentas têm aumento de 7,1% em setembro no Rio de Janeiro

O Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgou nesta quarta-feira (1º) que os casos de letalidade violenta (homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e homicídio decorrente de oposição à intervenção policial) no estado do Rio de Janeiro tiveram aumento de 7,1% em setembro em relação ao mesmo mês do ano passado, passando de 535 para 573.

Os dados fazem parte da pesquisa Incidências Criminais e Administrativas de Segurança do Estado do Rio de Janeiro referentes ao mês de setembro de 2017 e referem-se aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil durante o mês.

O roubo de veículo registrou aumento de 25,5% em relação a setembro do ano passado (de 3.439 em 2016 para 4.317 em 2017). Já o roubo de rua (roubo a transeunte, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo) teve acréscimo de 0,3% em relação a setembro de 2016, passando de 11.165 para 11.195.

Em setembro, foram registradas 676 ocorrências de roubo de carga no estado, uma queda de 24,2% em relação ao mesmo mês do ano passado, em que foram registrados 892 casos. Segundo o ISP, esse número reforça uma tendência de queda observada no segundo semestre deste ano e é o quarto mês seguido de decréscimo em 2017.

Também foi registrada redução de 19,9% no roubo a estabelecimento comercial em relação a setembro de 2016, passando de 668 para 535.

De acordo com o instituto, nos primeiros nove meses do ano, foram apreendidas 6.606 armas no estado, sendo 393 fuzis – cerca de 25 armas de fogo e um fuzil por dia. Com os 46 fuzis apreendidos pelas polícias Civil e Militar em setembro, o número de apreensão de fuzis já ultrapassou os 371 apreendidos em todo o ano de 2016.

Loading...
Revisa el siguiente artículo