Peça é encenada dentro de museu

Por Carolina Santos
Regina Braga "Desarticulações" Regina no monólogo “Desarticulações” | divulgação

Em um formato que mistura  teatro e museu, o espetáculo “Desarticulações” estreia hoje no Museu da Imagem e do Som. Dirigido por Isabel Teixeira e interpretado por Regina Braga, o monólogo se constrói a partir de um texto da argentina Sylvia Molloy. Nele, a escritora revela o diário que elaborou após visitas que fez a uma amiga que estava perdendo a memória progressivamente.

Para retratar esses fragmentos de lembranças, o cenógrafo Marcos Pedroso inovou e instalou o cenário de “Desarticulações” no espaço expositivo do museu.  Assim, o público pode vê-lo na peça ou em qualquer outro horário como instalação.

Sylvia, Regina e Isabel participam ainda de um bate-papo com o cineasta Hector Babenco no dia 3 de agosto, às 16h, no Espaço Revista Cult (r. Inácio Pereira da Rocha, 400, tel.: 3032-2800. Grátis).

Loading...
Revisa el siguiente artículo