Mulher envia 65 mil mensagens de texto para pretendente encontrado em site de namoro

Por Wellington Botelho

Uma mulher de 31 anos, no Arizona (EUA), foi acusada de perseguição e assédio depois de supostamente enviar 65 mil mensagens de texto (durante um ano) para um homem. Nos envios, Jacqueline Ades ameaçava matá-lo e invadir sua casa, informou a rede ABC 15.

Os dois se conheceram em um site de namoro em julho de 2017. Mesmo após o rapaz dizer que não queria mais falar com ela, a mulher se dirigiu até a casa do pretendente. Na época, a polícia teve que ser acionada para escoltá-la para fora da propriedade. Depois do ocorrido, as mensagens se tornaram ameaçadoras.

Em dezembro do ano passado,Jacqueline voltou à casa e o serviço de emergência foi acionado novamente. Porém, ao chegarem ela já tinha saindo do local.

Recentemente, a vítima, que estava de férias, fez uma nova denúncia de que a mulher estaria em sua propriedade. Os policiais encontraram a americana dentro da casa. Ela foi presa e acusada de crime de invasão. O homem disse à polícia que as mensagens de texto ameaçadoras continuavam.

Dessa vez a história ficou um pouco mais complicada para a mulher. Ela foi presa na terça-feira, mais uma vez, acusada de ameaça, intimidação, perseguição e assédio.

Jacqueline disse à polícia que ela ameaçou o homem porque ela o amava e não queria que ele fosse embora.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo