Suspeito de ataque com 10 mortos em Toronto enfrenta acusações em tribunal

Por Reuters

O motorista suspeito de matar 10 pessoas e ferir outras 15 ao lançar uma van alugada sobre pedestres em uma calçada de Toronto compareceu pela primeira vez ante um tribunal nesta terça-feira, sob expectativa de que serão revelados os primeiros detalhes do motivo do ataque.

Apesar de o pior ataque no Canadá em décadas ter a marca de outros ataques letais realizados por apoiadores do Estado Islâmico nos Estados Unidos e na Europa, autoridades canadenses afirmam que o incidente não representa uma ameaça à segurança nacional.

O suspeito Alek Minassian, de 25 anos, ingressou em um tribunal de Toronto nesta terça-feira de manhã. Ele estava com a cabeça raspada e olhando para baixo, enquanto os promotores anunciaram as acusações contra ele por 10 homicídios em primeiro grau.

Os procedimentos na corte foram iniciados após o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, fazer um pronunciamento sobre o ataque do lado de fora do Parlamento, em Ottawa, pedindo que todos os canadenses permaneçam unidos com Toronto.

“Nós não podemos como canadenses escolher viver com medo todos os dias enquanto fazemos nossas tarefas cotidianas. Precisamos nos focar em fazer o que podemos e precisamos manter os canadenses seguros enquanto nos mantemos leais à liberdade e aos valores que todos nós canadenses prezamos”, disse Trudeau.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo