O fim do mistério de submarino que teria sido usado por nazistas em fuga para a América do Sul

Museu de Guerra Naval da Dinamarca comunicou ter encontrado a 123 m de profundidade os restos da embarcação no Estreito de Escagerraque, no norte do país; teorias diziam que o submarino teria servido como meio de fuga para líderes nazistas.

Por Redação - BBC Mundo

Adolf Hitler se suicidou em 30 de abril de 1945.

Diversas teorias da conspiração, contudo, especulam que ele na verdade teria sobrevivido à guerra e fugido para algum lugar distante.

Para alguns, o líder nazista e vários dos colaboradores do Terceiro Reich foram parar na América Latina, no sul do continente, onde conseguiram passar incógnitos e viver o resto de seus dias sem que fossem reconhecidos.

Eles teriam conseguido cruzar o Atlântico e fugir dos controles das forças aliadas graças a um poderoso submarino: o U-3523.

Essa teoria, porém, caiu por terra neste mês, quando o Museu de Guerra Naval da península de Jutland, na norte da Dinamarca, informou ter encontrado o famoso submarino nazista em suas águas territoriais, a 123 metros de profundidade.

"O museu localizou os restos do submarino alemão U-3523, que foi afundado no Estreito de Escagerraque pela aeronave B24 Liberator em 6 de maio de 1945", diz um documento enviado pelo museu à BBC.

100942262content1524057481uboat-b73c8c6a6802a1bb2b34c2b2cf99ae21.jpg Este é um modelo semelhante ao do U-3523, um dos submarinos mais modernos já construídos pela Marinha nazista / BBC

"Devido à sua capacidade de permanecer submerso por um longo tempo, o U-3523 alimentou rumores de que ele havia sido o meio de transporte para a elite nazista fugir para a América do Sul", acrescenta.

Alguns personagens do nazismo conseguiram de fato chegar à América do Sul, como Adolf Eichmann, que acabou na Argentina, ou Josef Mengele, que foi para o Brasil.

A descoberta do submarino, contudo, dá respostas a perguntas que há décadas estavam sem solução e põe fim a uma série de teorias conspiratórias.

O achado

O U-3523 fazia parte da frota do Tipo XXI e é considerado por vários especialistas como o mais moderno submarino da Kriegsmarine, a Marinha nazista – e um dos últimos construídos por ela.

"Este submarino foi projetado, diferentemente de seus antecessores, para permanecer submerso por um longo tempo, o que significa que ele poderia viajar tranquilamente para a América do Sul", diz o documento do museu.

No entanto, apesar de 118 submarinos Tipo XXI terem sido construídos, apenas dois foram colocados em uso – um deles o U-3523 – e nunca estiveram em combate.

101004611d271272a1c32443fa05ff32b092f8f01-87686cf0811c8256feaa86d4abc759bd.jpg Apenas submarinos U-3523 foram colocados em uso; um está em um museu da Alemanha / Sea War Museum Jutland

Embora houvesse indicações claras de que a Força Aérea Real Britânica havia afundado o U-3523, a falta de evidências físicas alimentou o mistério e as teorias sobre a fuga nazista para a América do Sul.

Os pesquisadores do museu dinamarquês dizem que estão trabalhando para encontrar outros restos de naufrágios deixados pela Segunda Guerra Mundial nas águas perto do país.

"A descoberta foi feita enquanto estávamos pesquisando uma área perto da cidade de Skagen, no norte da Dinamarca", diz o comunicado da instituição.

E como identificaram o submarino?

Além dos dados históricos que indicavam que o U-3523 havia sido afundado naquela área, havia um modelo idêntico na superfície para comparar os restos recuperados.

O outro submarino da frota do Tipo XXI está em exibição no Museu Marítimo Alemão em Bremerhaven.

100942440gettyimages3279538-29ca6509492655f5615f0acee90fabcd.jpg Um dos líderes nazistas que chegou à América Latina foi Adolf Eichmann, capturado em 1961, na Argentina / Getty Images

"O curioso é que, ao contrário de outras descobertas, os restos do U-3523 estavam tão presos no leito marinho que isso tornou mais fácil identificá-los", diz o informe do museu dinamarquês.

Por enquanto, os restos de U-3523 permanecerão no fundo do mar até que uma outra expedição seja enviada para retirá-los dali. Segundo o museu, não há previsão de que isso aconteça logo porque eles estão em uma área de difícil acesso e a uma profundidade muito grande.

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo