Casa dos Horrores: vítima que sobreviveu a cárcere privado de 11 anos vai contar sua história

Por Victória Bravo

O caso conhecido como a “A Casa dos Horrores de Cleveland” ainda choca muitas pessoas pelo mundo todo.

Em um sobrado de madeira, três mulheres sequestradas foram mantidas em cativeiro por mais de uma década. Elas sofreram as mais diversas torturas e violências, mas ainda assim sobreviveram para contar suas histórias.

O caso começou em 2002 e só terminou em 2013. Michelle Knight, Amanda Berry e Gina DeJesus foram as vítimas mantidas acorrentadas em uma espécie de câmara feita especialmente para torturá-las. Seu sequestrador se chamava Ariel Castro.

O cárcere

Michelle foi a primeira das três mulheres a ser sequestrada por Castro, no dia 22 de agosto de 2002. Ela ia buscar seu filho e o homem ofereceu uma carona, ela aceitou porque o conhecia: ele era pai de um amigo.

Michelle Reprodução / Reuters

Com a promessa de ganhar um filhote de cachorro para seu filho, ela entrou na casa de Castro, que se transformou em um monstro, acorrentando-a no sótão e violando-a repetidamente.

Segundo a vítima, as torturas físicas e sexuais continuaram durante os onze anos de cativeiro e ela teve cerca de cinco gestações, todas interrompidas devido às agressões que sofria.

Em 2003 chegaram Amanda, com apenas 16 anos, e Gina, de 14. Amanda teve um filho do sequestrador, que viveu com ela em cativeiro durante seis anos, quando o homem começou a se tornar um pouco mais “flexível”: ele já não as mantinha acorrentadas o tempo todo.

Foto Reprodução / Democracy Now!

“Quanto mais chorávamos e mostrávamos dor ou tristeza, mais ele ficava nervoso, assim que tivemos a aprender a não chorar, não mostrar a dor, não mostrar a raiva”, contou Amanda em entrevista à BBC.

A fuga

Após deixar um grande buraco perto da porta que separava suas vítimas do mundo, Amanda decidiu gritar pedindo ajuda. Por sorte, um vizinho ouviu e chamou a polícia. Nesse dia as mulheres foram libertadas do inferno em que viviam.

Ariel Reprodução / Reuters

Segundo o Infobae, Castro foi sentenciado à prisão perpétua, mas um mês após o julgamento se suicidou na sua cela.

Atualmente, a vítima que mais faz aparições públicas é Michelle. Ela tem36 anos, está casada e tem uma família. Em breve ela contará sua história no programa “Dr. Phil”, um dos mais populares dos Estados Unidos.

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo