Rússia diz que agente usado contra ex-espião é feito nos EUA

Por Ansa

O agente químico utilizado para envenenar o ex-espião russo Serghei Skripal, de criação soviética, também é fabricado nos Estados Unidos, informou a agência "Tass".

De acordo com o veículo russo, o representante permanente de Moscou na Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq), Alexander Shulgin, apresentou provas de que a substância do tipo "novichok" é produzida e patenteada como arma química nos EUA desde 2015.

"Em 1º de dezembro de 2015, o Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos se dirigiu à homóloga agência russa para verificar o patenteamento da invenção feita pelo investigador norte-americano T. Rubin", disse Shulgin.

Além disso, o representante russo apontou que, "ao pesquisar a palavra-chave "novichok" no site de patentes do Google (google.com/patents), é possível encontrar mais de 140 emitidas pelos Estados Unidos, relacionadas ao uso e proteção contra a exposição ao agente".

No dia 4 de março, Skripal e sua filha Yulia foram encontrados desacordados perto de um shopping em Salisbury, no Reino Unido.
Segundo a polícia local, eles sofreram um ataque com um agente nocivo.

O caso gerou uma crise entre Reino Unido e Rússia, que levou à expulsão de diplomatas russos de cerca de 30 nações, incluindo dos Estados Unidos. Contudo, a origem da substância usada contra o ex-espião ainda é desconhecida.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo