Grávida denúncia ginecologista por abuso sexual

Por Wellington Botelho

O ginecologista argentino Carlos Martínez foi denunciado por abuso sexual por uma mulher grávida, de apenas 22 anos, que alegou ter sido molestada pelo profissional. O médico teria dito que ela precisava ter um orgasmo para ser retirado uma amostra para exames. O fato ocorreu na província de San Jun.

Ainda de acordo com a informação, divulgada pelo portal Infobae, a vítima disse que foi à Clínica Integral para Mulheres e Crianças (CIMYN) para receber tratamento para uma infecção urinária durante o curso da gravidez e o médico disse que seria "falta de lubrificação vaginal" devido a "escassez de orgasmos". Ele informou que para obter uma amostra era necessário atingir o clímax e começou a tocá-la.

Outra mulher também afirmou ter sofrido abusos do acusado há alguns meses. O caso é investigado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo