Mulher foi realizar cirurgia de rotina, mas terminou embalsamada viva devido a erro médico

Por Metro Internacional

Ela deveria receber via intravenosa uma solução salina durante a cirurgia, mas um erro gravíssimo fez com que Fedyaeva Ekaterina, de 27 anos, terminasse com formaldeído nas veias. O fluido normalmente é usado para evitar a decomposição de corpos durante embalsamento.

A mulher que passaria por cirurgia de rotina sofreu uma morte terrível e acabou embalsamada viva. Sua mãe, depois de saber o que aconteceu afirmou que o que fizeram com a sua filha "foi um assassinato".

A jovem chegou ao hospital de Ulyanoski, na Rússia, no mês passado e após o erro médico permaneceu em coma durante alguns dias até morrer.

Sua mãe explicou que, após o procedimento equivocado, Ekaterina sofreu fortes dores. "Suas pernas estavam se movendo, ele estava convulsionando, todo o seu corpo tremia."

O caso, de acordo com o relatório do The New York Post, o caso está nas mãos da Justiça russa e segundo a mãe da jovem "as pessoas que realizaram a cirurgia já sabiam que havia algo errado."

"Eles precisavam tomar algumas medidas urgentes, mas não fizeram nada, eu implorei: 'Por favor, ajude-a, ela é minha única filha"", contou a mulher.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo