Autoridades revelam autópsia de Gabriel, menino encontrado morto no porta-malas da namorada do pai

Por Metro Internacional

A autópsia realizada em Gabriel Cruz, um menino de oito anos cujo corpo foi encontrado neste domingo revelou que ele morreu estrangulado no mesmo dia do seu desaparecimento, 27 de fevereiro. O caso ocorreu em Níjar, na Espanha.

O corpo de Gabriel foi encontrado pela polícia no porta-malas do carro de Ana Julia Quezada, uma mulher dominicana que era namorada do pai do menino. Ela foi presa a cerca de 60 quilômetros de onde a criança desapareceu.

A autópsia realizada nesta segunda-feira é uma das principais provas para os investigadores, que embora não descartem nenhuma hipótese, acreditam que a suspeita principal atuou sozinha.

LEIA MAIS:
Caso de menino encontrado morto no porta-malas do carro da namorada do pai choca a Espanha

De acordo com as autoridades, Ana Julia escondeu o corpo da criança em um poço até este domingo. Ao recuperá-lo e transportá-lo coberto por mantas no porta-malas do seu carro, acabou sendo presa.

Segundo vizinhos afirmaram ao portal Debate, a acusada gritou durante a detenção: "Sinto muito, eu te amo, fui eu", confessando o crime.

Gabriel estava desaparecido desde 27 de fevereiro e cerca de 2.600 voluntários e quase 1.500 profissionais participavam das buscas.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo