Mulher morre após marido usar bomba-morteiro como brinquedo sexual

Por Metro Internacional

Em Arequipa, no Peru, um caso deixou a comunidade chocada e sem palavras. De acordo com o jornal Panorama, um médico identificado como Ruben Valera Cornejo teria causado a morte da sua esposa depois de realizar uma prática perigosa durante o ato sexual.

O homem teria introduzido uma bomba-morteiro no corpo da mulher, identificada como Alisson Llerena, de Mendiburu. A bomba-morteiro é uma arma leve de artilharia para alvos de curto alcance. O artefato teria provocado uma forte hemorragia na mulher.

Durante a investigação, a polícia encontrou o objeto em questão com traços de sangue e pelos pubianos.

Javier Arana, um dos responsáveis pelo caso, indicou que o projétil tinha cerca de 40 centímetros de comprimento e 6 centímetros de largura. Ele também revelou que anestésicos foram encontrados no local, o que presume que foram usados para reduzir a dor.

Cornejo foi preso nesta semana sob acusação de homicídio. Em sua declaração à polícia, ele contou que não se lembrava muito bem do que havia acontecido na noite anterior, já que os dois tinham consumido bebidas alcoólicas.

O peruano somente revelou que a esposa pediu para que alguns objetos da residência fossem transformados em brinquedos sexuais.

Foto Reprodução / Divulgação
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo