Arqueólogos encontraram a primeira prova da existência do profeta Isaías

Por Metro Internacional

Embora os textos religiosos confirmem a existência de vários personagens bíblicos, demonstrar isso com provas concretas tem sido um desafio para os historiadores.

Agora, tornou-se conhecido que os arqueólogos da Universidade Hebraica de Jerusalém descobriram uma pequena esfera de argila, também chamada de selo, que tem "Isaías" escrita, como o nome do profeta judeu mundialmente conhecido por ter anunciado o nascimento, o sacrifício e a glória de Jesus.

Obviamente, a inscrição estava em um hebraico arcaico, precisamente "Yesha'yah", seguido das iniciais "NVY", as consoantes da palavra "Naví" que significa "profeta".

A peça mede menos de um centímetro de diâmetro e teria pelo menos 2.700 anos de existência. A descoberta foi publicada pela revista Biblical Archaeology.

De acordo com o antigo testamento, o profeta teria vivido entre os séculos sétimo e oitavo a. C., uma informação que procede com a descoberta.

O selo de argila de Isaías foi encontrado a cerca de três metros de distância de onde o selo do rei Ezequias, de Judá, foi achado em 2015. Segundo conta a narrativa bíblica, Isaías foi conselheiro do monarca.

O selo de argila foi encontrado com uma parte quebrada, portanto não é possível saber se ele trazia também a letra ‘A’. Caso sim, o artefato traria escrita a frase “Isaías, o Profeta”.

De acordo com os arqueólogos, a ausência da última letra não permite conclusões definitivas, de forma que a segunda palavra no selo pode ser apenas um segundo nome de Isaías. “Todavia, o nome Isaías pode ser lido claramente”, afirmam.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo