Avaliado em R$ 165 mil, formulário de emprego de Steve Jobs revela interesses de criador da Apple

Criador do Iphone preencheu à mão formulário em 1973, três anos antes de fundar uma das mais famosas empresas do mundo.

Por BBC Brasil

Tanto Steve Jobs quanto a empresa que ele criou, a Apple, são hoje mundialmente famosos. Um dia, porém, Jobs almejou ser um assalariado.

É o que revela um pedido de emprego feito por ele em 1973, três anos antes de criar a Apple.

O documento vai ser leiloado em meados de março e espera-se que ele seja arrematado por cerca de US$ 50 mil (cerca de R$ 165 mil).

Trata-se de um formulário preenchido por Jobs à mão. Tem apenas uma página e alguns erros de ortografia.

Entre as habilidades destacadas no formulário, ele incluiu "tecnologia eletrônica ou engenharia gráfica" e respondeu "sim" ao item que perguntava se entendia de computadores e de calculadoras, mas logo puxou uma seta para salientar as palavras "design" e "tecnologia" entre parênteses.

100161300tv000064052-e760ddefc83ebd01d3567ed71d06f3fa.jpg O formulário de emprego foi preenchido três anos antes de Steve Wozniak e Steve Jobs criarem a Apple | Foto: Apple / BBC

Ele escreveu o nome completo "Steve jobs" com a primeira letra do sobrenome, que significa trabalho em inglês, em minúsculo. O então postulante a um emprego indicou também em letras minúsculas o endereço e a universidade privada que frenquentou por pouco tempo em Portland, no Estado do Oregon (EUA).

Jobs também respondeu positivamente quando perguntado se tinha carteira de motorista. Mas quando questionado se tinha acesso a um carro, escreveu: "possível, mas improvável".

A lado da palavra "telefone", o criador do iPhone escreveu: "nenhum".

E deixou em branco o item em que pediam a experiência anterior de trabalho.

Steve Jobs morreu de câncer em 2011, aos 56 anos. No ano passado, já depois da morte de Jobs, a Apple se tornou a primeira empresa a superar os US$ 800 bilhões em valor de mercado.

Leilão

Não se sabe, contudo, para qual emprego Jobs concorreu ao preencher o formulário. Mas o pedido de emprego do criador da Apple vai ser colocado à venda numa feira de cultura pop em Boston, nos EUA.

Outros objetos pessoais de Jobs e de outros famosos que já morreram também serão leiloados.

100161296gettyimages74387477-33bb0c32cdf6cf7a5a6c0e65384add0f.jpg Além do pedido de emprego do criador do iPhone, também será leiloada uma carta de amor da cantora Amy Winehouse, morta em 2011, ao marido Blake Fielder-Civil / Getty Images

Na lista estão:

– Um manual técnico sobre o sistema operacional do MacOS X, de 2001, assinado por Jobs e avaliado em US$ 25 mil;

– Uma notícia de jornal de 2008 autografada por Jobs com o título "O novo e mais rápido iPhone vai ser vendido por US$ 199", que é avaliada em US$15 mil;

Serão leiloadas ainda uma fotografia autografada do ex-Beatle John Lennon, ao lado da mulher, Yoko Ono, tirada em 1977 em Tóquio a ser vendida por US$20 mil e uma carta de amor da cantora britânica Amy Winehouse ao ex-marido Blake Fielder-Civil, estimada em US$ 4 mil.

Outro item inusitado do leilão é ficha criminal do cantor Jimi Hendrix, com as digitais dele coletadas pela polícia de Toronto em 1969, quando o artista foi preso por posse de drogas. A ficha policial será colocada à venda por um lance inicial de US$ 15 mil.

©
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo