Pai pede perdão a filho que matou mãe e irmão por herança

Por Metro Jornal

Único sobrevivente de um ataque que terminou com a morte de sua esposa e filho mais novo, o norte-americano Kent Whitaker pediu à Justiça do Texas, nos  Estados Unidos, que revogue a pena de morte contra seu filho mais velho, Thomas Whitaker. Bart, como era conhecido, foi condenado por ter encomendado a morte da família para ficar com a herança de cerca de US$ 1 milhão em dezembro de 2003. Ele fugiu para o México em 2004, mas foi preso no ano seguinte, quando também confessou ter contratado dois homens para simular um assalto e assassinar a família.

A previsão é que a pena de morte seja executada na próxima quinta-feira por injeção letal.

O pai Kent Whitaker, um devoto cristão e executivo aposentado de 69 anos, disse que a pena só aumentará sua dor. As informações são da agência de notícias “Reuters”.

“Eu vou ser lançado em um sofrimento ainda mais profundo nas mãos do estado do Texas, em nome da Justiça”, declarou na semana passada, após um encontro de 30 minutos com o presidente do Conselho de Perdão e Condicional do Texas, em Austin.

A decisão do conselho deve ocorrer amanhã, dois dias antes da execução. Caso recomende mudar a sentença de morte pela prisão perpétua, o governador republicano Greg Abbott tomaria a decisão final.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo