Médica chora ao descrever morte de criança nas mãos de pedófilo

Por Metro Internacional

Uma médica legal forense dos Estados Unidos chamada Valerie Rao chorou durante um julgamento, quando teve que descrever o estado do corpo de uma criança de menos de 8 anos, que "não morreu rápido ou facilmente, sofreu uma morte brutal e cruel", disse ela.

A menina foi sequestrada na Flórida em junho de 2013, por Donald James Smith, que é acusado de assassinato em primeiro grau, sequestro e agressão sexual, podendo enfrentar a pena de morte.

Imagens de como foi encontrado o corpo dela submerso na água em Jacksonville, com contusões, vasos sanguíneos lesionados por hemorragia e sangramento nas gengivas e olhos, foram mostrados ao júri que na última quarta-feira (14).

Melissa Nelson, promotora estatal responsável pelo caso, disse ao júri que o estuprador "amordaçou, estuprou, sodomizou e estrangulou a criança".

"Ele a amordaçou tão forte que suas gengivas e narinas sangraram, estrangulou-a tão forte que seus globos oculares sangraram. Ela não morreu rapidamente, e ela não morreu facilmente, na verdade, sua morte foi brutal e tormentosa ", enfatizou.

Em um vídeo compartilhado pelo Daily Mail, você pode ver o momento em que Donald caminha junto a garota em um centro comercial. De acordo com o depoimento da mãe da menor, o réu as levou ao shopping com a promessa de comprar comida e algumas roupas, onde aproveitou a oportunidade para sequestrar a menor.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo