Policial é demitido após se negar a atirar em suspeito

Por Metro Internacional

Um policial que escolheu acalmar um suspeito armado em vez de matá-lo recebeu uma recompensa em dinheiro depois que foi demitido sem justificativa. Stephen Mader, de 27 anos, usou seu treinamento militar para tentar acalmar a situação quando encontrou o "visivelmente angustiado" RJ Williams, de 23 anos de idade.

Mader estava respondendo a uma chamada de violência doméstica em Virgínia, nos Estados Unidos, e pediu a Williams para colocar as mãos para o alto. Quando o fez, ficou claro para o policial que ele tinha uma arma.

Williams se recusou a colocar a arma no chão e disse ao policial para atirar nele, de acordo com a União das Liberdades Civis dos Estados Unidos.

Contudo, em vez de disparar, Mader usou ao treinamento militar e tentou resolver a situação. "Ele suavizou a voz, olhou Williams nos olhos e disse: "Não vou atirar em você, irmão. Eu não vou atirar em você". Enquanto Mader estava negociando com Williams, outros dois oficiais chegaram à cena.

Williams levantou sua arma e um dos outros oficiais disparou quatro vezes, matando-o, segundo o Metro Reino Unido. A arma de Williams estava descarregada.

O oficial que realizou os disparos foi absolvido de qualquer irregularidade. Já Mader receberá US $ 175.000 por demissão injustificada após a apresentação de um processo contra a cidade de Weirton, na Virgínia Ocidental.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo