Madeleine McCann: polícia pede mais dinheiro para continuar investigando o caso

Por Metro Internacional

Os detetives que investigam o desaparecimento de Madeleine McCann pediram mais dinheiro para o Ministério do Interior britânico.

Agora, Scotland Yard solicitou mais fundos para a operação de busca. Uma porta-voz do Ministério do Interior disse: "A Polícia Metropolitana fez um novo pedido de financiamento, que está atualmente sendo avaliado. Os recursos necessários são revistos regularmente após uma avaliação rigorosa antes de ser atribuído qualquer novo financiamento".

Não foram divulgados mais detalhes sobre os valores ou se as solicitações serão aceitas pelo Ministério.

Segundo o Metro Reino Unido, a Polícia Metropolitana pediu fundos adicionais no início de 2017 e recebeu 85.000 libras (100 mil euros) para serem gastos nos seis meses entre abril e setembro.

Desde 2011, estima-se que esta operação tenha custado mais de 12 milhões de libras (14 milhões de euros).

A investigação

Após um apelo dos pais ao antigo primeiro-ministro britânico David Cameron foi aberta em 2011 a "Operação Grange", uma investigação para apurar o desaparecimento da criança britânica e rever toda a informação disponível.

Segundo a TVI 24, em 2012 o caso evoluiu para um inquérito formal, contudo, dos 29 detetives que inicialmente se envolveram atualmente restam apenas quatro dedicados a tentar encontrar a menina desaparecida em 2007, durante as férias em Portugal.

A polícia britânica afirma ter investigado mais de 60 "pessoas de interesse", considerado um total de 650 criminosos sexuais e averiguado cerca de 8.685 potenciais “aparições” de Madeleine em todo o mundo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo