Mortes estranhas: homem é sugado por máquina de ressonância magnética

Por Metro Internacional
Reprodução / Facebook
Mortes estranhas: homem é sugado por máquina de ressonância magnética

Rajeshu Maru foi ao hospital BYL Nair na cidade de Mumbai, na Índia, para visitar um familiar que iria se submeter a uma ressonância magnética simples, um procedimento comum no cotidiano de qualquer centro de saúde.

No entanto, o que até então era um processo corriqueiro surpreendeu todos os envolvidos, já que Maru acabou morrendo.

De acordo com a News 18, o homem de 32 anos sofreu um acidente depois de entrar na sala com um cilindro de oxigênio metálico na mão. Segundo a família, o jovem obedeceu ao conselho do profissional que estava se preparando para realizar o procedimento.

Ao entrar na sala da ressonância, a atração magnética da máquina “sugou” Maru, que não conseguiu soltar o cilindro de oxigênio.

Dessa forma, a mão foi de Maru ficou presa entre a máquina e o cilindro, enquanto o campo magnético o impedia de soltar o objeto e deixar o lugar.

Um amigo que acompanhou Maru viu a situação e buscou ajuda imediatamente, mas informou que nenhuma pessoa do hospital veio ao resgate do paciente.

Enquanto a absorção acontecia, o homem teve diversas lesões na parte do corpo que estava presa e acabou sangrando até a morte no local.

Em defesa, o hospital alegou que a vítima fatal foi informada para não entrar com o referido cilindro na sala e ignorou a orientação.

As autoridades locais iniciaram uma investigação e suspenderam o médico responsável pelo procedimento.

As máquinas de ressonância magnética utilizam um poderoso campo magnético para produzir imagens dos órgãos. Os objetos de metal são atraídos com grande força e não devem ser levados para a sala.

Mais casos

Segundo o Metro Reino Unido, dois funcionários de um hospital sofreram lesões quando ficaram presos entre uma máquina de ressonância magnética e um tanque de oxigênio de metal por quatro horas em um hospital de Nova Délhi. O caso ocorreu em 2014.

Em 2001, um menino de seis anos submetido a uma ressonância magnética em Nova York morreu quando um tanque de oxigênio metálico voou até ele e esmagou seu crânio.

Loading...
Revisa el siguiente artículo