Corpo de mulher é encontrado esquartejado dentro de panela e geladeira

Por Metro Internacional

Magdalena Aguilar Romero, de 28 anos, telefonou para sua mãe no dia 13 de janeiro depois de sair do trabalho. A mulher trabalhava como nutricionista em um centro médico da cidade mexicana de Taxco e avisou a mãe que iria à igreja, mas primeiro ia buscar os filhos com o ex-marido.

Essa foi a última vez que tiveram algum contato com Magdalena, que depois de nove dias desaparecida, foi encontrada assassinada de forma brutal, em um caso que chocou todo o México.

Na operação de busca, os policiais chegaram ao local em que trabalha César Gómez Arciniega, ex-esposo da mulher, onde foi encontrada uma grande panela sobre uma churrasqueira. Dentro do recipiente estavam as extremidades superiores e inferiores do corpo de Magdalena.

No chão, dentro de um saco de lixo, estava a pélvis da vítima. Enquanto em outra panela dentro de uma geladeira o resto do corpo da mulher estava guardado semi-congelado.

O suspeito ainda está foragido.

Dados do Observatório Cidadão Nacional do Feminicídio, divulgados pelo jornal El País, mostram que sete mulheres são assassinadas por dia no México e só 25% dos casos são investigados como feminicídio.

Entre de 2007 e 2016, foram assassinadas cerca de 22.482 mil mulheres no país, segundo o Instituto Nacional de Estatística e Geografia do México.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo