As linhas áreas mais seguras (e as mais inseguras) do mundo

Por Metro Internacional
Reprodução / Getty
As linhas áreas mais seguras (e as mais inseguras) do mundo

O site airlineratings.com foi lançado em junho de 2013 e desde então qualifica a segurança de vôo de 409 companhias aéreas usando seu sistema exclusivo de classificação de sete estrelas.

Para atingir o Top 20, o site leva em conta os fatores mais importantes para a segurança, que incluem auditorias dos órgãos de governo da aviação e das principais associações, acidentes aéreos, registro de incidentes graves e idade da frota.

Veja as 20 linhas aéreas mais seguras, segundo o site:

Air New Zealand (Nova Zelândia)

Alaska Airlines (Estados Unidos)

All Nippon Airways (Japão)

British Airways (Reino Unido)

Cathay Pacific Airways (Hong Kong)

Emirates (Dubai)

Etihad Airways (Emirados Árabes)

EVA Air (Taiwan)

Finnair (Finlândia)

Hawaiian Airlines (Hawaii)

Japan Airlines (Japão)

KLM (Holanda)

Lufthansa (Alemanha)

Qantas (Austrália)

Royal Jordanian Airlines (Jordânia)

Scandinavian Airline System (Dinamarca, Suécia e Noruega)

Singapore Airlines (Singapura)

Swiss (Suíça)

Virgin Atlantic (Reino Unido)

Virgin Austrália (Austrália)

Entre as 20 companhias mais seguras do ranking não aparece nenhuma da América Latina, mas não significa que elas sejam ruins. Algumas companhias aéreas da região possuem 7 estrelas na classificação do site, como LATAM, Aeromexico, Aerolineas Argentinas, Avianca, Azul e Sky.

As linhas áreas mais inseguras

Do outro lado do ranking, estão as linhas áreas menos seguras, com apenas uma estrela. Entre elas estão Bluewing Airlines (Suriname), Korean Koryo Air (Coréia do Norte), Trigana Air Service (Indonésia) e quatro empresas do Nepal: Buddha Air, Nepal Airlines, Tara Air e Yeti Airlines.

Loading...
Revisa el siguiente artículo