Homem declarado morto três vezes começa a roncar no saco fúnebre

Por Metro Internacional

Parece história de filme, mas um detento que foi declarado morto três vezes acordou pouco antes de sua autópsia.

O caso ocorreu com Gonzalo Montoya Jiménez, de 29 anos, na região espanhola de Astúrias.

O homem havia sido declarado morto por três médicos experientes e então seu corpo foi enviado para o necrotério. De acordo com o jornal local La Voz de Asturias, o cadáver estava "pronto para ser aberto" quando os médicos ouviram um ronco que vinha dentro do saco fúnebre.

Os médicos agora acreditam que Montoya pode sofrer de uma condição chamada catalepsia, que faz com que os sinais vitais de uma pessoa diminuam a níveis quase imperceptíveis.

Montoya já está em terapia intensiva em um hospital em Oviedo.

 

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo