Autor de livro sobre Trump contradiz presidente e diz que o entrevistou

Por Tercio Braga
Presidente Donald Trump - Reuters
Autor de livro sobre Trump contradiz presidente e diz que o entrevistou

O autor de um livro profundamente crítico sobre o primeiro ano de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos disse nesta sexta-feira que conversou com ele quando trabalhava no volume, contradizendo a afirmação de Trump de que nunca conversou com o escritor e que autorizou “acesso zero” à Casa Branca.

O livro “Fire and Fury: Inside the Trump White House (Fogo e Fúria: Dentro da Casa Branca de Trump)”, de Michael Wolff, saiu nesta sexta-feira, um lançamento adiantado devido à divulgação de trechos que desencadearam uma tempestade política, ameaças de processo de advogados de Trump e uma tentativa de impedir a publicação nesta semana.

Desdenhado por Trump, que disse que ele está repleto de mentiras, o livro retrata uma Casa Branca caótica, um presidente despreparado para conquistar o cargo em 2016 e assessores presidenciais que desprezam suas habilidades.Wolff disse à rede NBC nesta sexta-feira que mantém o que escreveu e que conversou com o presidente para compor o livro.

“Eu certamente conversei com o presidente. Se ele percebeu que era uma entrevista ou não, não sei, mas com certeza não foi um off”, afirmou ele no programa “Today”, acrescentando que conversou com pessoas que tratam com Trump diariamente, “às vezes a cada minuto”.

Quando indagado sobre o que quis dizer quando escreveu que todo o círculo de Trump questiona sua aptidão para o cargo, Wolff respondeu: “Deixe-me traçar uma linha na areia aqui: 100 por cento das pessoas ao redor dele… todas dizem que ele é como uma criança. E o que elas querem dizer com isso é que ele tem uma necessidade de recompensa imediata. Tudo gira em torno dele”.

Na noite de quinta-feira Trump tuitou que “autorizei acesso zero à Casa Branca (na verdade o rejeitei muitas vezes) ao autor do livro falso! Nunca conversei com ele para o livro”.“Cheio de mentiras, distorções e fontes que não existem. Olhem o passado desse sujeito e vejam o que acontece com ele e o Steve Trapalhão!”, acrescentou Trump.

Os trechos adiantados também provocaram um rompimento público profundo com Steve Bannon, ex-estrategista-chefe e assessor de campanha destacado de Trump, devido aos comentários que ele fez a respeito de Trump e sua família para o livro.

Advogados de Trump pediram à editora do livro, Henry Holt & Co, que suspendesse seu lançamento, originalmente marcado para terça-feira. Ao invés disso, a empresa adiantou as vendas, e “Fire and Fury” já era o título mais vendido da Amazon nesta sexta-feira.(Por Makini Brice)

Loading...
Revisa el siguiente artículo