'Superlua do Ano Novo' foi a segunda mais brilhante desde 2000

Por Estadão Conteúdo
Marcelo Casal Jr/Agência Brasil
'Superlua do Ano Novo' foi a segunda mais brilhante desde 2000

A primeira Superlua de 2018 ocorreu nesta última segunda-feira, 1º de janeiro – e foi a segunda mais brilhante desde 2000, segundo os astrônomos. O fenômeno ocorre quando a Lua está cheia e, ao mesmo tempo, em seu perigeu – isto é, quando sua órbita atinge a maior proximidade da Terra e o satélite aparece 14% maior, com um brilho 30% mais forte.

Embora em 2017 a Superlua tenha ocorrido uma só vez, no dia 3 de dezembro, o fenômeno não é raro. Além da ocorrência do primeiro dia de 2018, o fenômeno será repetido no dia 31 de janeiro, quando será acompanhado por um eclipse lunar total.

Leia mais:
Índios e ribeirinhos forjam aliança para “autodemarcar” terras usando GPS
O que faz crianças de áreas pobres dos EUA desenvolverem traumas mentais similares aos de guerras

De acordo com a a pesquisadora Josina Nascimento, da Coordenação de Astronomia e Astrofísica do Observatório Nacional, a Superlua da primeira noite do ano foi a segunda maior desde o ano 2000 e seu brilho só será superado no ano de 2027.

"A primeira foi a que ocorreu em 14 de novembro de 2016. A próxima com aproximação semelhante será somente em 24 de dezembro de 2026", disse Josina.

O fenômeno é visível em qualquer lugar o planeta, bastando apenas que o tempo esteja bom.

No primeiro dia de 2018, a Lua atingiu seu perigeu às 19h56, ficando a 356,5 mil quilômetros da superfície do planeta. Ela ficou cerca de 100 quilômetros mais próxima que a Superlua de dezembro.

Loading...
Revisa el siguiente artículo