Paquistão rebate Trump após ameaça de corte de ajuda feita no Twitter

Por Estadão Conteúdo
Reuters
Paquistão rebate Trump após ameaça de corte de ajuda feita no Twitter

O Paquistão rebateu os comentários feitos pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e disse que Washington "não nos deu nada além de injúria e desconfiança". A posição do governo paquistanês vem após Trump dizer que os paquistaneses têm recebido bilhões de dólares em ajuda, mas não têm dado nenhuma contrapartida aos EUA, o que, segundo o presidente americano, precisa acabar.

"[O Paquistão] como aliado antiterrorista dá de graça aos EUA: comunicação terrestre e aérea, bases militares e cooperação intelectual, que dizimaram a Al-Qaeda nos últimos 16 anos, mas eles não nos deram nada além de injúria e desconfiança", disse o ministro de Defesa paquistanês, Khurrman Dastgir-Khan, em seu perfil no Twitter.

Em seu primeiro tuíte de 2018, Trump atacou o Paquistão ao dizer que os líderes do país não têm dado nada aos EUA "além de mentiras e enganos".

Na semana passada, o jornal The New York Times informou que o governo Trump considerava a possibilidade de reter US$ 225 milhões em ajuda ao Paquistão. Em agosto, Trump revelou a nova estratégia americana para a guerra no Afeganistão, visando derrotar o grupo terrorista Taleban e a rede Haqqani, grupo afiliado que atua em solo paquistanês. Na época, Trump disse que o Paquistão "dá refúgio seguro aos agentes do caos, da violência e do terror" e prometeu que seu governo seria mais duro com o país.

Loading...
Revisa el siguiente artículo