Homem faz declaração para a mulher que morreu de câncer e é censurado pelo Facebook

Por Metro Internacional

Elliott Lowe, da cidade de Milton Keynes, na Inglaterra, escreveu uma impactante carta pública para sua esposa Donna Lowe, que morreu em agosto desse ano, vítima de um câncer cervical.

A razão pela qual o viúvo publicou a mensagem no Facebook era para lembrar que há um ano a esposa tinha sido diagnosticada. Lowe pretendia chamar a atenção e lembrar as pessoas de fazer um check-up de saúde periodicamente.

“Faz um ano (22/12/2016) que minha linda esposa, minha melhor amiga, a mãe dos nossos quatro lindos filhos, meu mundo, minha alma gêmea, meu tudo, foi diagnosticada no hospital Milton Keynes com algo devastador que mudaria nossas vidas para sempre”, escreveu o homem.

Na publicação, ele acrescentou duas fotos da mulher: uma em que ela estava saudável e outra após a doença. Contudo, a rede social censurou as fotografias.

A year ago to date (22/12/2016) my beautiful wife, my best friend, the mother to our four beautiful children, my world,…

Posted by Elliott Lowe on Friday, December 22, 2017

“Minha conta foi suspensa sábado de manhã porque o Facebook considera atividade suspeita e realizou um procedimento de segurança”, explicou Lowe.

O homem declarou ao The Independent que “pediram que enviasse outra fotografia, o que foi feito. Enquanto isso, ninguém poderia entrar em contato ou ver a postagem”.

O Facebook aprovou a publicação e Lowe pode deixar o mundo conhecer sua história a partir da rede social.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo