Sem oposição, eleição municipal da Venezuela deve fortalecer Maduro este domingo

Por Agência Brasil
Miraflores Palace/Reuters
Sem oposição, eleição municipal da Venezuela deve fortalecer Maduro este domingo

Os venezuelanos votam neste domingo (10) em uma eleição municipal de âmbito nacional que será boicotada pelos grandes partidos da oposição, o que deve ajudar o presidente Nicolás Maduro a consolidar seu poder no país antes de concorrer a uma provável tentativa de reeleição em 2018. A informação é da agência Reuters.

Depois de resistir a enormes protestos de rua, sanções internacionais e uma dissidência dentro da própria sigla governista, o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Maduro, de 55 anos viu seus candidatos obterem uma maioria surpreendente nas eleições estaduais de outubro.Agora, com 335 municípios em disputa, parece certo que os socialistas repetirão o feito, ajudados pelo absenteísmo opositor.

Os principais partidos da coalizão opositora enfraquecida – Ação Democrática, Primeiro Justiça e Vontade Popular – preferiram se ausentar da votação de domingo, alegando que o sistema eleitoral venezuelano é distorcido e concebido puramente para manter uma "ditadura" no poder.

"É loucura não participar", disse o analista político Dimitris Pantoulas. "O governo muito provavelmente terá um dos melhores resultados de sua história… Maduro ficará muito forte depois desta eleição. O momento político é dele".Os socialistas já ocupam mais de 70 por cento das prefeituras da Venezuela, e a previsão é que ganhem mais espaço, aumentando sua presença entre os extratos populares, no momento em que Maduro pondera concorrer a um segundo mandato de seis anos no país-membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Loading...
Revisa el siguiente artículo