Como vivia mulher sequestrada e violentada durante 10 anos

Por Metro Internacional
Reprodução/Facebook
Como vivia mulher sequestrada e violentada durante 10 anos

Quando tinha somente 19 anos, uma jovem saiu da sua terra natal na Romênia com destino à Itália para cuidar da mulher de um homem de 40 anos. Após a morte da mulher, a jovem foi sequestrada pelo então patrão e mantida em um sótão.

A vítima esteve acorrentada a uma cama, sofrendo todo o tipo de tortura e estupros durante 10 anos. Nesse tempo ela teve dois filhos do seu abusador, um menino atualmente com 9 anos e uma menina de 3.

No sótão, a jovem não tinha banheiro e usava um balde. O lugar funcionava também como um depósito. Por isso, ela vivia rodeada de caixas, móveis quebrados e lixo por todas as partes.

Para impedir que a jovem escapasse, o criminoso mantinha a porta fechada com correntes e cadeados. Nesse ambiente aterrorizante, a vítima deu à luz a dois bebês sem nenhum tipo de atendimento médico.

As crianças  eram obrigadas a ver os ataques que a mãe sofria todos os dias. O filho mais velho era forçado pelo agressor a participar das torturas cotidianas.

Segundo o jornal italiano Reppublica, o caso foi descoberto graças a uma operação rodoviária. Em uma blitz, a polícia parou o carro do agressor e reparou que a criança estava muito suja e mal vestida. Os agentes acharam a situação muito estranha e pediram para ir até a sua residência, onde descobriram o cativeiro.

Veja o vídeo: 

GIZZERIA (CZ), FERMATO DAI CARABINIERI UN UOMO ACCUSATO DI GRA…

Faceva vivere il figlio di 9 anni e la figlioletta di 3 in una baracca fatiscente, priva di illuminazione e di servizi igienici. L’ambiente, contrario a ogni norma, era infestato da insetti e da topi. La madre dei bimbi veniva tenuta in uno stato di schiavitù: legata al letto e sottoposta ad abusi.È quanto hanno scoperto i Carabinieri della Compagnia di Lamezia Terme, in una struttura di fortuna situata nelle campagne di Gizzeria (CZ). I militari hanno sottoposto l’uomo a un provvedimento di fermo, riscontrando i reati di maltrattamenti in famiglia, riduzione in schiavitù e violenza sessuale pluriaggravata.La donna e i figli sono stati accompagnati in una struttura protetta.#ArmadeiCarabinieri #PossiamoAiutarvi

Posted by Carabinieri on Wednesday, November 22, 2017

Loading...
Revisa el siguiente artículo