Submarino argentino com 44 tripulantes continua desaparecido

Por Reuters
Armada Argentina
Submarino argentino com 44 tripulantes continua desaparecido

Um submarino militar argentino, cuja última comunicação foi feita há mais de dois dias, permanece desaparecido no mar com 44 tripulantes a bordo apesar dos esforços para encontrá-lo, disse a Marinha argentina na noite de sexta-feira (17).

O submarino ARA San Juan manteve contato com a base pela última vez na manhã de quarta-feira, quando estava no sul do Mar Argentino, a 432 quilômetros da costa patagônica do país.

Desde então, e a despeito das tarefas de busca, não houve notícias da embarcação, de acordo com a Marinha do país, cuja principal hipótese até agora é de um problema com o equipamento de comunicação.

“Esperamos que esteja na superfície”, disse a jornalistas Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, acrescentando que o submarino está em “estado de busca e resgate”, que permite incrementar o raio de busca.

O porta-voz da Marinha explicou que, além dos recursos aéreos e marítimos da Argentina, uma aeronave da agência aeroespacial norte-americana NASA sobrevoou parte do Atlântico Sul onde o submarino estaria.

Por sua vez, o governo chileno disse que enviou uma aeronave de observação para ajudar na busca, enquanto o Ministério das Relações Exteriores argentino informou que o Reino Unido ofereceu suporte logístico. Os governos do Brasil, Uruguai, Peru e África do Sul também ofereceram assistência à Argentina, de acordo com a força.

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou em sua conta no Twitter que o governo estava empenhado em usar todos os recursos internacionais para encontrar o submarino.

Loading...
Revisa el siguiente artículo