Mugabe cai depois de 37 anos no poder

Militares afastam e prendem presidente que comandava o país desde 1980

Por Metro Jornal São Paulo

As Forças Armadas do Zimbábue assumiram o poder, mas negam que seja um “golpe de Estado”. O presidente Robert Mugabe, líder do país desde 1980, está em prisão domiciliar. A primeira-dama, Grace Marufu, teria fugido para a Namíbia. A movimentação começou de madrugada, com tanques do Exército saindo para as ruas. Houve ao menos três explosões.

Os militares disseram que a manobra é uma tomada temporária do poder para “afastar e prender criminosos” no governo. As Forças Armadas tomaram a sede presidencial e prédios públicos. Também foram bloqueadas as principais vias da capital, Harare. Os militares ainda prenderam o ministro das Finanças, Ignatius Chombo.

Na semana passada, Mugabe destituiu seu vice-presidente, Emmerson Mnangagwa, acusando-o de planejar sua derrubada. Mais de cem funcionários do alto escalão do governo foram punidos por darem suporte ao vice. Com a saída de Mnangagwa, a primeira-dama, Grace, era o nome mais cotado para assumir a presidência do Zimbábue, em uma transição de poder com Mugabe.

Segundo analistas, a tomada do poder pelos militares foi articulada por Mnangagwa, na tentativa de afastar Grace, impopular devido ao seu estilo de vida de alto padrão.

 

Mugabe

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo