Papa Francisco proíbe venda de cigarros no Vaticano

Por Ansa
Getty Images
Papa Francisco proíbe venda de cigarros no Vaticano

O papa Francisco decidiu proibir a venda de cigarros dentro do Vaticano a partir do ano que vem, segundo o porta-voz da Santa Sé, Greg Burke. De acordo com Burke, a decisão foi tomada porque "o Vaticano não pode continuar permitindo algo que prejudica, claramente, a saúde das pessoas".

"A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que, anualmente, o fumo causa a morte de 7 milhões de pessoas", comentou o porta-voz nesta quinta-feira (9). O representante admitiu que a venda de cigarros gera lucros para o Vaticano, mas que "nenhum direito é legítimo se coloca em risco a vida humana".

Estudo realizado pelo Centro de Referência Especializado em Abordagem e Tratamento do Fumante, vinculado à Secretaria Estadual de Saúde do Pará, contatou que a taxa de abstinência do cigarro foi de 75%, um resultado muito bom quando comparado a serviços semelhantes no Brasil. Observou-se que a maior dificuldade é entre pessoas com dependência química elevada e convive com situações prováveis à recaída.

Loading...
Revisa el siguiente artículo