Malala recebe a medalha da liberdade nos EUA

| Tom Mihalek/Reuters Malala recebeu a medalha da liberdade nos EUA | Tom Mihalek/Reuters

A jovem paquistanesa Malala Yousafzai, vencedora do Prêmio Nobel da Paz, recebeu na terça-feira a medalha da liberdade, concedida anualmente por uma instituição americana, e prometeu usar o dinheiro para financiar projetos de educação em seu país.

“A educação é a melhor arma para lutar contra a pobreza, a ignorância e o terrorismo”, disse a jovem de 17 anos, que recebeu o prêmio por sua coragem e determinação diante da adversidade, como destacou o Centro Nacional da Constituição, que concede o prêmio 100 mil dólares.

Em seu discurso, menos de duas semanas de ser anunciada como uma das vencedoras do Nobel da Paz, Malala Yousafzai disse que tem a esperança de que todas as crianças sem acesso à educação no mundo – 57 milhões segundo a ONU – recebam por fim este direito.

Malala pediu aos governos que parem de gastar dinheiro em armas e passem a investir nas crianças e jovens.

A paquistanesa, que mora na Inglaterra atualmente, se tornou uma figura importante na luta pelo direito à educação das meninas.

Em 9 de outubro de 2012, os talibãs paquistaneses interceptaram um ônibus escolar no vale de Swat e deram um tiro na cabeça da jovem, acusada de desrespeitar os princípios do islã.

Milagrosamente, a jovem sobreviveu e virou um símbolo da luta de milhões de jovens ao redor do mundo pelo direito à educação.

A lista de vencedores da medalha da liberdade inclui nomes como George Bush, Bill Clinton, Nelson Mandela, Shimon Peres, Kofi Annan e Bono.

Loading...
Revisa el siguiente artículo