Nova vítima de ebola nos EUA é identificada como enfermeira de 29 anos

Por Carolina Santos
Especialistas verificaram apartamento de enfermeira | Jaime R. Carrero/Reuters Especialistas verificaram apartamento de enfermeira | Jaime R. Carrero/Reuters

Uma segunda enfermeira do Estado norte-americano do Texas foi diagnosticada nesta quarta-feira com ebola depois de ter feito parte da equipe que tratou de um liberiano que morreu nos EUA na semana passada. Amber Vinson, de 29 anos, é a segunda pessoa contaminada com a doença no país. O hospital em que a primeira enfermeira está internada disse que houve melhora em seu estado de saúde.

O caso de Vinson voltou a levantar suspeitas sobre o risco de o vírus se espalhar nos EUA. Autoridades locais disseram que ela tomou um voo de Ohio para Dallas levemente febril uma dia antes de ser diagnosticada.

‘Possibilidade muito real’ 

O diretor do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) dos EUA, Thomas Frieden, disse que a chance de outros passageiros terem sido contaminados é muito pequena, mas que a enfermeira não deveria estar no voo.

Segundo a presidente de uma universidade em Ohio em que a enfermeira estudou, ela tem ligação com três funcionários da faculdade, mas não visitou o campus no fim de semana.

Beverly Warren disse em comunicado que a mulher ficou com a família em casa, no condado Summit, e não colocou os pés no campus. “Por excesso de precaução, estamos pedindo aos familiares da paciente que permaneçam fora do campus pelos próximos 21 dias e que se monitorem pelo protocolo do CDC”, disse a diretora de serviços médicos da Kent State, Angela DeJulius.

As autoridades de Dallas estão se preparando para a possibilidade de mais casos de ebola, disse um funcionário local. “Estamos preparando planos de contingência para mais (casos), e essa é uma possibilidade muito real”, disse o juiz do Condado de Dallas Clay Jenkins.

Compromisso

Durante uma teleconferência nesta quarta, o presidente dos EUA, Barack Obama, pediu a líderes europeus um compromisso maior contra o surto de ebola, segundo a Casa Branca.

Obama decidiu cancelar uma viagem que faria na quarta para reunir-se com assessores depois da contaminação da segunda enfermeira no Texas.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) disse que 4.493 pessoas morreram na epidemia.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo