Hospital na República Tcheca examina homem com sintomas de ebola

Por Tercio Braga

Um hospital em Praga está examinando um homem tcheco, de 56 anos, com sintomas de infecção pelo vírus ebola, afirmou um porta-voz do hospital nesta quinta-feira.

O porta-voz disse que o homem, que viajou recentemente à Libéria, estava em isolamento no hospital Bulovka, na capital da República Tcheca, e que exames estavam sendo realizados e enviados a um laboratório em Berlim, na Alemanha. Os resultados devem ficar prontos na sexta-feira, disse ele.

O vírus, que é transmitido por meio de contato direto com fluidos corporais de uma pessoa infectada, já matou quase 4 mil pessoas na África Ocidental desde março, no maior surto da história.

A saúde da enfermeira espanhola, supostamente a primeira pessoa a contrair o Ebola fora da África, piorou nesta quinta-feira em Madri, onde um total de sete pessoas está em isolamento.

Um homem britânico com sintomas do vírus ebola morreu na Macedônia nesta quinta-feira e autoridades disseram que isolaram o hotel onde ele estava hospedado.

Britânico com suspeita de ebola morre na Macedônia

Um britânico suspeito de ter contraído ebola morreu nesta quinta-feira na Macedônia, disse uma autoridade do governo local. Um segundo britânico demonstrou sintomas de contaminação pelo vírus.

As autoridades interditaram o hotel onde o homem que morreu estava hospedado na capital, Skopje. Uma fonte no Ministério da Saúde disse que ele chegou no país da Grã-Bretanha no dia 2 de outubro e foi levado ontem às pressas ao hospital, onde morreu logo depois.

A Grã-Bretanha anunciou que vai começar a realizar triagem de passageiros que entram no país para verificar possíveis casos de ebola. “Uma triagem avançada será inicialmente implementada em Heathrow e Gatwick (aeroportos) e nos terminais do Eurostar”, informou o gabinete do premiê David Cameron. A triagem deve envolver avaliação do histórico e planos de viagem dos passageiros, além de avaliação médica “realizada por pessoal médico treinado”.

Espanha

O estado de saúde da enfermeira espanhola com ebola piorou. Madri atribuiu a contaminação dela a erro humano. Sete pessoas estão isoladas no país.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo